Adoptar um estilo de vida saúdavel

Psicologia

As nossas palavras podem ser, tranquilizantes, stressantes, clarificadoras, motivantes, analgésicas e decisivas. Porém, ao pronunciá-las, desconhecemos a sua repercussão, porque depende de quem as escuta, do momento, dos gestos que as acompanham e de muitos outros aspectos subtis, indivisíveis e inconscientes.
O efeito placebo foi tratado durante muitos anos como uma variável estranha, uma espécie de contaminante de resultados. Algo que se deveria controlar para se poder observar com claridade o efeito limpo do princípio activo.
Para escutar é necessário silêncio. Num ambiente ruidoso ouvir o outro resulta numa tarefa impossível. Mas o ruído que nos impede de chegar às palavras do outro nem sempre é externo, é mais entorpecedor o interno.
Na palestra Ted Talk “você é um dador ou um aproveitador?” o psicólogo organizacional Adam Grant, ajuda-nos a compreender que dar o nosso melhor aos outros é um dos contributos mais valiosos para criar um mundo melhor e mais justo.
A doença oncológica nas crianças passa por diversas fases e tratamentos. O yoga ajuda na recuperação física e emocional da criança e da sua familia.
O que significa ver a vida com um otimismo trágico? O que nos leva a manter a esperança, a sanidade mental, sobrevivendo em circunstâncias extremas?
A construção de uma imortalidade simbólica pode de certo modo ser equivalente a encontrar um propósito de vida, semelhante ao que é descrito pela expressão japonesa Ikigai.
"A felicidade é uma escolha". A afirmação é forte e aparentemente pretensiosa. Como considerar que ser feliz depende de uma escolha consciente e deliberada, quando a existência nos atropela tantas vezes com condicionalismos e limitações que não desejámos nem escolhemos?
A perceção que temos do tempo é que ele é linear (parece existir no sentido do passado para o futuro) e simultaneamente cíclico (a noite e o dia, as estações do ano que se repetem, etc.).