Adoptar um estilo de vida saúdavel

Psicologia

A abordagem de cuidados centrados nas pessoas é uma proposta para a organização dos sistemas de saúde da OMS. Conheça o que a caracteriza.
O suporte social nas redes sociais pode ter vantagens para quem enfrenta um cancro. O que pode predizer o suporte que é recebido nas redes?
O cancro não celebra as festas nem está atento ao calendário. Deixamos algumas sugestões para gerir esta época.
O cancro pode ser um desafio. Assim, ao lado dos doentes estão frequentemente os cuidadores informais. O que os leva até lá? Porque cuidamos?
Grande parte da nossa vida é passada em casa – mas o que distingue a casa de um lar? Faça uma reflexão sobre isso.
Cuidar de uma pessoa traz implicações fisiológicas que não se veem, mas o corpo sente. Neste artigo expomos algumas.
Porque é que um beijo pode saber tão bem? Neste texto exploramos o que a investigação nos diz sobre o toque afetivo.
A forma como vivemos um processo de doença depende em parte da forma como lidamos com a mesma. Apresentamos aqui algumas delas.
A associação Compassio é uma organização que pretende tornar as cidades “mais compassiva para todos”. Como tentam fazê-lo?
A prevalência do burnout em oncologistas tem vindo a subir. Algumas medidas podem ser eficientes na redução do burnout. Conheça-as!
Nas redes sociais importa distinguir a informação da desinformação em saúde. Conheça alguns passos para evitá-la.
O que é a gratidão? Que efeitos tem? Neste artigo tentamos responder a estas questões e exploramos formas de evocar a gratidão.  
O trabalho da tristeza cumpre o objetivo adaptativo de promover a mudança em nós. Saiba mais sobre esta emoção.
A comunicação é essencial entre a pessoa com cancro e o cuidador informal. Partilhamos sugestões que facilitam essa comunicação.