Adoptar um estilo de vida saúdavel

Gostou? Partilhe

Não gosta de praticar yoga? Sabe porquê?

praticar-yoga

Existem pessoas que quando questionadas ou aconselhadas a praticar yoga, por parte de um técnico de saúde, mostram de imediato alguma resistência ou dúvida sobre a capacidade desta prática os ajudar. Curiosamente se a indicação for hidroginástica, natação, ou outra modalidade desportiva, a reação é de maior aceitação e faz mais sentido.

Quais são as razões desta atitude de desconfiança e ceticismo em relação ao yoga? Existem algumas justificativas que passo a analisar.
A minha experiência profissional diz-me que a principal razão está na opinião dada por um familiar ou amigo que já praticou e não gostou. As razões vão desde considerarem que se está muito parado, de ser demasiado intenso ou ainda de as asanas (as posturas) serem muito difíceis de executar e exigirem um nível de dificuldade que nem sempre se consegue ter nas primeiras aulas.

O mais curioso é que se forem a uma aula de ginásio, o nível de esforço é maioritariamente mais intenso. A respiração não é calma e profunda como no yoga, é uma respiração aeróbica, que não só eleva o ritmo cardíaco como em associação, os níveis de cansaço e stress, o que é encarado como um algo normal. A pergunta que surge é: porquê o preconceito com o yoga?

No ginásio aceita-se, porque há a perceção e aceitação que é assim. Mas e no yoga, não pode ser assim? Porque é que o yoga é julgado de forma depreciativa quando não corresponde às expectativas das pessoas? Qual é a justificativa para a existência de dois tipos de julgamento nas solicitações que são pedidas nas duas práticas?

Da minha parte acho sempre curioso, pelo facto de as pessoas não perceberem a diferença de atitude e uma grande parte das vezes é bem divertido perceber o percurso mental.

Outra das razões é considerarem o yoga uma atividade muito parada.
De facto, é importante ficar na postura durante algumas respirações, que dependendo do método de yoga que se prática, pode ser maior ou menor. Mas ficar parado, também não corresponde inteiramente à realidade. A realização de uma asana implica o foco total na postura e a capacidade de com a ajuda da respiração corrigir a postura e melhorá-la o mais possível de acordo com as capacidades individuais de cada praticante.

O que significa através da respiração conseguir que a postura seja dominada e percebida?
Significa que ao colocar o corpo na asana, a respiração é crucial para perceber como o corpo se pode adaptar e encarar a postura, uma mais valia de libertação de tensões físicas, incorreções posturais e também na perceção mental, de que é sempre possível ir mais longe na postura e que muitas vezes são bloqueios mentais que não nos permitem perceber como se pode ir mais além do que inconscientemente decidimos que era. Esta atitude consciente de mover o corpo é extremamente libertadora de condicionamentos mentais, mesmo na vivência da vida quotidiana.

Esta descoberta por parte do praticante contribui para a serenidade física e mental. Percebe-se também que a postura pode ser sempre corrigida, não há limites. E através de mecanismos que ainda não estão completamente estudados, o yoga leva ao aumento da autoestima, da autoaceitação, da diminuição da ansiedade, de medos e outros problemas do foro psicológico.

Procure sempre um professor certificado, para o guiar na sua prática. Fale com o professor e diga o que gostou ou não gostou e, dessa conversa, sair uma melhor adequação à prática de yoga.

[fonte]Créditos da imagem: https://images.onlymyhealth.com/imported/images/2021/August/02_Aug_2021/big_yogaformemory.jpg [/fonte]

A prática do yoga pode transformar o aspeto físico da pessoa, além dos aspetos psicológicos e mentais. Saiba como.
Caminhar 4000 passos por dia, o equivalente a cerca de três quilómetros, pode diminuir o risco de morte por qualquer causa. informe-se!
A prática de yoga conduz o praticante a uma perceção de quem é. Conheça algumas verdades sobre o yoga e avalie os benefícios da sua prática.
Os relacionamentos interpessoais saudáveis são cultivados, quando vivemos uma vida apoiada na filosofia do yoga. Saiba mais.