Deteção precoce do cancro no futuro: uma simples análise ao sangue

Share on Facebook85Share on Google+1Tweet about this on Twitter

A resposta mais eficaz para a cura do cancro é a sua deteção precoce. Por esta perspetiva, é indispensável que a investigação e os investigadores se dediquem mais a pesquisar métodos capazes de detetar os diferentes tipos de cancro e antes de atingirem um determinado tamanho. Para os cientistas, esse tamanho, situa-se antes do tumor alcançar as 100 milhões de células.

Jimmy Lin é geneticista e defende a deteção precoce com uma teoria simples. Em vez de esperar que os cancros sejam bastante grandes para causar sintomas, ou que sejam bastante densos para aparecerem na imagiologia, ou que sejam suficientemente volumosos para poderem ser visualizados por procedimentos médicos, é possível começar a procurar enquanto eles são relativamente pequenos, observando pequenas quantidades de ADN no sangue.

Jimmy Lin propõe uma nova tecnologia para a deteção precoce do cancro muitos meses ou anos antes dos métodos atuais. Ele está a desenvolver uma técnica revolucionária que procura pequenos sinais de presença do cancro através de um exame de sangue simples.

Segundo as suas pesquisas, as células cancerosas crescem e morrem mais depressa que as células normais e, quando morrem, o ADN é lançado no sistema sanguíneo. Como são já conhecidas as assinaturas das células cancerosas, pelo sequenciamento do genoma do cancro, é viável procurar por esses sinais no sangue para conseguir detetar precocemente esses cancros.

Veja a explicação completa do Dr. Lin na sua TED talk em Vancouver. Legendas disponíveis em português.

Sobre Stop Cancer Portugal

Estar informado sobre como prevenir o cancro é o primeiro passo para garantir uma vida plena de saúde. Está pronto para começar? Concentre-se na prevenção, é saúde a longo prazo.