Como cultivar os seus primeiros brócolos?

BrócolosNão é em vão que os brócolos são tão valorizados, sobressaindo no grupo dos hortícolas. Desde pequenos ouvimos a tal frase, típica, tantas vezes repetida: “come brócolos porque são bons para a saúde!”.

Os brócolos são das hortaliças que proporcionam um dos maiores conteúdos em vitamina C e K apresentando-se também como uma boa fonte de fibras. Para além disso, são reconhecidos pelo seu papel anticancerígeno, conferido por glucosinolatos, o que tem contribuído para um aumento do consumo dos brócolos na Europa e nos EUA.

E em Portugal? Em Portugal não tem sido diferente. Desde os anos 70 do século XX que o cultivo desta espécie hortícola se tem desenvolvido sobretudo nas zonas do Ribatejo e do Oeste do país.

Está na altura de dar o seu contributo e fazer parte de um cada vez maior número de portugueses que estão a dedicar-se ao cultivo doméstico de hortícolas. Consumir mais brócolos é uma atitude saudável mas cultivados por si, pode ser uma dose dupla de benefícios para a sua saúde.

Os brócolos tal como outras Brassicas, como é o repolho e a couve-flor, têm as suas folhas superiores do caule encaixadas umas nas outras, formando a “cabeça”, por isso pertencem ao grupo designado por Capitata.

Esta espécie vegetal é uma cultura de estação fresca, tolerante à geada e a outras exigências climáticas. Suporta bem as temperaturas extremas. De qualquer modo a melhor qualidade é obtida quando o desenvolvimento do vegetal ocorre entre os 13 e 20°C. Abaixo dos 5°C, o crescimento é muito lento. Também prefere solos ricos em matéria orgânica, com boa capacidade de armazenamento de água.

Como plantar brócolos?

Anote as indicações necessárias para cultivar os seus primeiros brócolos:

  • Fertilize a terra com 10 a 15 g de fosfato, 10 a 20 g de K2O (óxido de potássio) e 8 a 15 g de azoto em que ⅓ dessa quantidade deve ser aplicada no fundo da terra e a restante até cerca de 1 mês após a plantação;
  • Instalam-se por transplantação e como se trata de uma cultura exigente tanto em água como em solo fértil, só poderá colocar uma planta por vaso devido às necessidades em água e à necessidade de ter um espaçamento de 40 a 50 cm para o bom rendimento de produção. Assim, se optar por plantar um metro quadrado (igual a 10 vasos, cada um com medidas de 52x20x18 cm) pode colher 10 brócolos;
  • Regue no início da manhã e ao fim da tarde todos os dias, principalmente quando se registarem temperaturas elevadas. As quantidades devem ser definidas por si, assim que observar que até uma certa quantidade já não há escoamento de água;
  • A colheita deve ser feita quando os brócolos apresentarem com uma “cabeça” compacta, verde escura e até 25 centímetros de largura;
  • Faça um corte no caule que suporta a inflorescência a uns 15 a 25 cm e dependendo do tamanho da cabeça.

Consuma o hortícola o mais fresco possível para preservar ao máximo as suas qualidades nutricionais. Coza os brócolos a vapor para reter todo o seu valor nutricional.

Agora a sua mini mas rica horta caseira tem mais uma aquisição fundamental para as suas refeições ficarem mais completas. Inspire-se na natureza, inspire-se no seu cultivo e tenha legumes à mesa!

Referências: Alberto Gardé, Nydia Gardé. Culturas Hortícolas Nova Colecção Técnica Agrária. Vol. I. Lisboa: Clássica Editora, 1988.;Almeida, Domingos. Manual de Culturas Hortícolas. Vol. II. Lisboa: Editoral Presença, 2006.; Manual de Agricultura Biológica. Municipio de Terras de Bouro. Disponível em: http://www.ci.esapl.pt/mbrito/compostagem/Manual%20de%20AB%20%20v04.pdf

Catarina Santos

Catarina Santos, natural de Alpedrinha (Fundão), licenciada em Nutrição Humana e Qualidade Alimentar (ESACB-2012), atualmente, frequenta a licenciatura de Dietética na Escola Superior de Saúde de Leiria. Interessa-se pela área das Tecnologias de Produção Animal e Vegetal e pela Nutrição ma (...)