Os rabanetes dão tanto por tão pouco

rabanetesE em Maio, afinal o que poderá cultivar?

Talvez não lhe tenha ocorrido pensar em rabanetes. É a sugestão do “+ Saúde por Metro Quadrado”.

Além de dar cor, sabor e completar as saladas, que tal inovar o cardápio de sumos naturais? Sim, os rabanetes também podem ser utilizados para fazer sumos que refrescam e ao mesmo tempo nutrem!

Os rabanetes são fáceis de cultivar e têm um ciclo cultural curto. Assim, dá-lhe a possibilidade de semear e colher os seus rabanetes num espaço de 20 a 70 dias. Cultivo fácil, simples e com benefícios, o que poderá pedir mais?

O rabanete é uma planta da mesma família do nabo, do repolho, da mostarda, da couve, entre outras. É uma cultura de climas temperados. Requer, portanto um clima fresco e húmido para um bom desenvolvimento. Muitas cultivares de rabanete são sensíveis a geadas e as temperaturas elevadas podem prejudicar a sua qualidade por perda de rigidez.

Como plantar rabanetes?

Registe agora os pontos relevantes para cultivar os seus rabanetes.

  • Adapta-se a diversos tipos de terra, mas prefere terras com texturas do tipo leves ou médias com elevada fertilidade;
  • Os rabanetes instalam-se por sementeira direta. A sementeira faz-se em linhas espaçadas de 15 a 25 cm, com um espaçamento entre plantas na linha de cerca de 5 cm, tal como pode ver em detalhe na imagem.  imagem 2 rabanete
  • É uma cultura bastante exigente em água. Para uma produção de qualidade é necessário regar em quantidades relativamente constantes. Recomenda-se de manhã e ao fim da tarde utilizando um regador. A quantidade de água vai depender da necessidade que a terra apresentar. Se estiver demasiado seca deve regar até que a terra não tenha capacidade para absorver mais água;
  • Esta planta necessita de ter nutrientes facilmente disponíveis, devido ao ciclo relativamente curto. O equilíbrio de azoto, fosforo e potássio, recomendado em outras rubricas anteriores, continua a ser um fator importante. No caso do rabanete, até um grama de azoto por metro quadrado é o suficiente para uma boa produtividade;
  • Após a colheita, aconselha-se a separar as folhas dos rabanetes, tornando-os menos perecíveis. Caso não os consuma de imediato, coloque no frigorífico. As folhas devem apresentar uma cor verde brilhante. Os rabanetes devem ter a casca firme e lisa, de cor uniforme e  sem pontos escuros ou rachaduras.

Os rabanetes, por serem muito ricos em vitamina C, ácido fólico, potássio, cálcio e fósforo e em quantidades significativas, são uma alternativa muito válida para que faça refeições variadas, um aspeto fundamental da alimentação saudável. O seu consumo deve ser regular quando estão disponíveis e na sua máxima frescura, contribuindo assim para a proteção da saúde, nomeadamente na prevenção das doenças cancerígenas.

Com apenas um vaso ou o seu equivalente, no metro quadrado de terra, consegue mais sabor e melhor nutrição. Cultive esta ideia e colha os benefícios.

Referências: Alberto Gardé, Nydia Gardé. Culturas Hortícolas Nova Colecção Técnica Agrária. Vol. I. Lisboa: Clássica Editora, 1988.; Almeida, Domingos. Manual de Culturas Hortícolas. Vol. II. Lisboa: Editoral Presença, 2006.

Catarina Santos

Catarina Santos, natural de Alpedrinha (Fundão), licenciada em Nutrição Humana e Qualidade Alimentar (ESACB-2012), atualmente, frequenta a licenciatura de Dietética na Escola Superior de Saúde de Leiria. Interessa-se pela área das Tecnologias de Produção Animal e Vegetal e pela Nutrição ma (...)