Batata-doce: quanto mais roxa melhor!

batata-doce
Variedade Lira

Anticancerígena, antioxidante e cardioprotetora: são estes os principais efeitos da batata-doce na promoção da saúde.

Nos últimos anos foram publicados vários estudos indicando este tubérculo como uma fonte de diferentes componentes bioativos.

Conhecem-se, pelo menos, quatrocentas variedades de batata-doce, com diferentes formas, tamanhos e cores, da pele e polpa, e, dependendo das características físicas, assim são variados também o teor em fitoquímicos e outros compostos.

No entanto, em todas as variedades estão presentes: os ácidos hidroxicinámicos (ácido cafeico e clorogénico) que exibem atividade antioxidante; as antocianinas que transmitem a tonalidade roxa e têm atividade anticancerígena e anti-inflamatória, registadas em numerosos estudos; as cumarinas, com propriedades de anti-coagulação, úteis na prevenção das doenças cardiovasculares; um composto denominado inibidor da tripsina que revelou capacidade em travar a proliferação de células e induzir a apoptose das células NB4 da leucemia promielocítica.

Para além de tudo isto, a batata-doce é altamente nutritiva. Depois de cozinhada com casca, proporciona uma dose óptima de vitaminas (A, C e B6), minerais (manganésio e potássio) e fibras dietéticas, 3,3 gramas por cada 100 gramas de batata-doce. Tudo isto acompanhado de 90 calorias, o que é um valor energético razoável.

É deliciosa a batata-doce depois de simplesmente assada, cozida ou reduzida a puré para acompanhar uma fatia de carne do lombo de porco, de preferência bísaro da região transmontana.

Quanto mais roxa melhor! A batata-doce de Aljezur, variedade Lira, tem a pele roxa e polpa amarela e recebeu recentemente a certificação comunitária de Indicação Geográfica Protegida (IGP).

Referencias: http://cipotato.org/sweetpotato; http://www.nal.usda.gov/; Bovell-Benjamin AC. Sweet potato: a review of its past, present, and future role in human nutrition. Adv Food Nutr Res. 2007;52:1-59.; Cambie RC, Ferguson LR. Potential functional foods in the traditional Maori diet. Mutat Res. 2003;523-524:109-17.; Huang GJ, Sheu MJ, Chen HJ, Chang YS, Lin YH. Growth inhibition and induction of apoptosis in NB4 promyelocytic leukemia cells by trypsin inhibitor from sweet potato storage roots. J Agric Food Chem. 2007;55(7):2548-53.

Margarida Vieira, nutricionista, licenciada em Ciências da Nutrição (FCNAUP-1991), mestre em Nutrição Clínica (ISCSEM-2008). Doutorada em Estudos da Criança, na especialidade de saúde infantil pela Universidade do Minho. Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas com a cédula profissional nº 0052N. Investigadora na Fundação para a Ciência e Tecnologia (2011-2015). Membro do Centro de Investigação em Estudos da Criança – CIEC. Desenvolve a sua atividade na Investigação e na área da Nutrição Clínica. É autora e coordenadora de projectos de prevenção primária na área da saúde, bem como na organização e dinamização de seminários sobre hábitos alimentares saudáveis, predominantemente em ambiente escolar. Os seus atuais interesses de investigação, são no domínio da promoção e da comunicação para a saúde, na prevenção do cancro e de outras doenças crónicas. Responsável pela conceção e coordenação de campanhas para a prevenção do cancro. Trabalhou no Marketing Farmacêutico e especializou-se em Gestão e Comunicação da Marca (IPAM – 2003). Autora e fundadora do Stop Cancer Portugal, adotar um estilo de vida saudável. Usa o novo acordo ortográfico. Margarida Vieira, nutritionist, is PhD in Child Studies of the University of Minho. Member collaborator of the Research Centre for Child Studies - CIEC. 
She is author and coordinator of projects for primary prevention in health care as well as in the organization and promotion of workshops on healthy eating habits in the schools. Her current research interests are cancer prevention and other chronic diseases and health communication.
 Responsible for the design and coordination of the awareness of campaigns for the prevention of cancer. Worked in Pharmaceutical Marketing and specializes in Brand Management and Communication. Author and Founder of Stop Cancer Portugal Project.