O despertar da força: quanta saúde está em si?

Quando ouvimos a expressão “O despertar da força” ou a mais antiga, muito popular “que a força esteja contigo” em que é que pensamos concretamente? Pensamos em Star Wars e naquela ficção científica toda, repleta de símbolos e de uma luta eterna entre Jedi e Sith. O lado da luz, o bom e o lado sombrio, o mau.

Quem cresceu nos anos 70, como não podia deixar de ser, tornou-se fã incondicional da saga Star Wars. Essa ligação renova-se com a estreia de um novo episódio. As minhas primeiras idas ao cinema, sem supervisão parental, começaram exatamente com a estreia do episódio V: O Império Contra-Ataca, em plena adolescência.

Nessa altura Obi Wan Kenobi era uma personagem central e das mais veneradas. Ele descrevia a “força” como “um campo de energia criado por todas as coisas vivas: ela nos cerca, nos penetra; ela mantém a galáxia coesa; ela provém de tudo; ela é tudo.”

Sucintamente, o que se entende daqui, é que a “força” é vida. Esta “força” quando conquistada concedia poderes, como o aumento dos atributos físicos, maior controle mental, resistência e agilidade melhorada, entre outros.

Deixemos a ficção no planeta Tatooine e aterremos no planeta Terra. Aqui a “força” é conhecida por saúde! Saúde é vida. Estamos a falar do mesmo. Por isso vamos adaptar a expressão mais conhecida de todos os tempos “may the force be with you” para o caso terrestre: que a saúde esteja contigo! Na verdade, o mais natural é ser saudável! Estranho é não fazermos nada para preservar esse estatuto.

Viver no planeta Terra com “meia saúde” é complicado, há limitações de várias ordens. Por outro lado, adotar um estilo de vida que promova a saúde e a plena forma física e mental representa ganhos semelhantes aos concedidos pela “força” dos Jedi.

Vejamos, aptidão física é ser capaz de realizar todas as atividades diárias de um modo tranquilo e sem esforço. Quando se conjuga uma alimentação saudável com a prática regular de atividade física promove-se uma condição física que se caracteriza por uma composição física ótima, resistência aeróbica, flexibilidade e todas essas capacidades revelam a saúde e qualidade de vida que tem.

Afinal, quanta saúde está em si?

Referências: DREWNOWSKI, Adam; EVANS, William J. Nutrition, physical activity, and quality of life in older adults summary. The Journals of Gerontology Series A: Biological Sciences and Medical Sciences, 2001, 56.suppl 2: 89-94.; Outras fontes: https://pt.wikipedia.org/wiki/For%C3%A7a_(Star_Wars); Créditos da imagem: http://www.starwars.com/

Margarida Vieira, nutricionista, licenciada em Ciências da Nutrição (FCNAUP-1991), mestre em Nutrição Clínica (ISCSEM-2008). Doutorada em Estudos da Criança, na especialidade de saúde infantil pela Universidade do Minho. Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas com a cédula profissional nº 0052N. Investigadora na Fundação para a Ciência e Tecnologia (2011-2015). Membro do Centro de Investigação em Estudos da Criança – CIEC. Desenvolve a sua atividade na Investigação e na área da Nutrição Clínica. É autora e coordenadora de projectos de prevenção primária na área da saúde, bem como na organização e dinamização de seminários sobre hábitos alimentares saudáveis, predominantemente em ambiente escolar. Os seus atuais interesses de investigação, são no domínio da promoção e da comunicação para a saúde, na prevenção do cancro e de outras doenças crónicas. Responsável pela conceção e coordenação de campanhas para a prevenção do cancro. Trabalhou no Marketing Farmacêutico e especializou-se em Gestão e Comunicação da Marca (IPAM – 2003). Autora e fundadora do Stop Cancer Portugal, adotar um estilo de vida saudável. Usa o novo acordo ortográfico. Margarida Vieira, nutritionist, is PhD in Child Studies of the University of Minho. Member collaborator of the Research Centre for Child Studies - CIEC. 
She is author and coordinator of projects for primary prevention in health care as well as in the organization and promotion of workshops on healthy eating habits in the schools. Her current research interests are cancer prevention and other chronic diseases and health communication.
 Responsible for the design and coordination of the awareness of campaigns for the prevention of cancer. Worked in Pharmaceutical Marketing and specializes in Brand Management and Communication. Author and Founder of Stop Cancer Portugal Project.