Manjericão: folhas frescas e perfumadas o ano inteiro

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter

Com o verão, a vontade de comer legumes e saladas é maior, por isso fica a sugestão de um manjericão, como nova aquisição para a sua mini horta!

Ocimum basilicum, nome vulgar manjericão ou basílico, planta da família Lamiaceae é uma herbácea anual.

Com um desenvolvimento ereto, é uma planta muito ramificada, lenhosa na base, podendo atingir 50 cm. As suas folhas ovadas a elípticas, inteiras ou dentadas, são verdes brilhantes com cerca de 5 cm de comprimento. As suas flores tubulares pequenas e brancas, formam inflorescências e florescem de junho a setembro.

No manjericão tudo se aproveita, as folhas, as flores e até mesmo as sementes.

Esta planta apresenta uma atividade antioxidante devido à presença de alguns compostos aromáticos presentes nas suas folhas. São o linalol (3.94mg/g), estragol (2.03mg/g), cinamato de metilo (1.28mg/g) e eugenol (0.9 mg/g).

Guia para plantar manjericão

Para colher as suas folhas de mangericão , siga estas seis indicações muito simples:

  1. Instale por sementeira direta. Pode adquirir as sementes em qualquer loja de produtos agrícolas, como na Agriloja ou num Jardim Centro. Esta última dá a possibilidade da compra online.
  2. Coloque as sementes, a 30 mm de profundidade na terra a uma distância de 20 cm. Use um vaso ou escolha um entre os 10 que recomendamos ter na sua horta «+ Saúde por metro quadrado». Coloque nele 2 a 3 sementes. No metro quadrado poderá colocar até 25 sementes.
  3. É uma planta que se adapta a qualquer tipo de solo, no entanto, a terra deve ser bem drenada e rica em nutrientes. Exige luz direta, não suporta temperaturas baixas e geada. A rega deve ser feita todos os dias, de manhã cedo ou ao final da tarde. Assim vai manter sempre o solo húmido.
  4. Tenha o cuidado de ir retirando as ervas daninhas, para não competirem com o alimento da sua planta.
  5. Quando a planta atingir os 15 cm deve realizar uma poda terminal, isto é, corta as pontas da sua planta, para estimular o desenvolvimento das folhas e promover o crescimento arbustivo.
  6. Pode iniciar a colheita das folhas quando a planta estiver em pleno desenvolvimento, o que normalmente ocorre entre 60 a 90 dias depois da sementeira.

Depois é só esperar pelas folhas frescas, prontas para perfumar as saladas, em molhos de tomate, ou quando servir algumas massas. Vai ver, vão ganhar outro sabor.

Na pesquisa bibliográfica do presente artigo agradece-se a colaboração da Prof. Doutora Fernanda Delgado do Departamento de Ciências da Vida e dos Alimentos,  da Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Castelo Branco.

Referências: Clevely Andy, Katherine Richmond. Manual completo de Plantas e Ervas Medicinais. Lisboa: Editorial Estampa; Gajula, D. et al. Determination of total phenolics, flavonoids and antioxidant and chemopreventive potential of basil (Ocimum basilicum L. and Ocimum tenuiflorumL.).Published online Year: 2009 | Volume: 5 | Issue: 4 | Page DOI: 10.3923/ijcr.2009.130.143. Selvakkuma, C. et al. Potencial Anti-inflamatmatory properties of crude alcoholic extract of ocimum basilicum L. in umam peripheral blood monocluear cells. Journal of health science, 53(4) 500-505 (2007). Seung-Joo Lee et al. identification of volatile components in basil (Ocimum basilicum L.) and thyme leaves (Thymus vulgaris L.) and their antioxidant properties. Published online 3 August 2004. Créditos da imagem: http://freefoodphotos.com/

Catarina Santos

Sobre Catarina Santos

Catarina Santos é licenciada em Dietética pela Escola Superior de Saúde de Leiria. Interessa-se pela área das Tecnologias de Produção Animal e Vegetal e pela Nutrição.