Cheira bem, cheira a tomilho!

Share on Facebook129Share on Google+0Tweet about this on Twitter

Cheira bem, cheira tomilho! É o que vai poder dizer quando plantar esta erva aromática para depois a ver crescer na sua pequena horta, mesmo que seja construída com alguns vasos.

Mas antes, vamos conhecer e entender os benefícios do tomilho.

O tomilho é uma planta perene de pequeno porte, de forma idêntica a um arbusto, com ramos lenhificados na base. As suas folhas persistentes e pequenas (4 a 8 mm) têm uma forma linear e elíptica e a cor é normalmente verde-acinzentada, mais clara na página inferior.

O modo de propagação do tomilho é essencialmente feito pelos métodos de sementeira e estacaria. Visto que a sementeira deve ser efetuada em viveiro, na primavera, opte por adquirir já o caule da planta com 6 a 10 cm, para cultivar pelo método de estacaria.

Na escolha da espécie é necessário ter em conta os objetivos de produção e a adaptação ao local de cultivo. Se o que se pretende é utilizar as folhas de tomilho para enriquecer os cozinhados, a melhor espécie é Thymus vulgaris, pois garante uma considerável produção de folhas.

Esta planta prefere climas temperados a temperado-quentes mas secos, portanto necessita de um local com uma boa exposição solar. No entanto, são tolerantes à geada, podendo sobreviver a temperaturas inferiores a -10°C, o que não é vulgar no nosso País.

Como plantar tomilho?

Está na hora de “arregaçar as mangas” e por as mãos na terra. Siga-nos:

– Dirija-se a um comércio tradicional ou a uma loja de jardinagem mais próxima e adquira os caules de planta já desenvolvidos. Esses caules ou estacas são geralmente de fácil enraizamento, podendo usar-se como substrato uma mistura de turfa e perlite.

– Fertilize no vaso ou no metro quadrado o substrato escolhido com 8 g de azoto (N), 6 g de anídrico fosfórico (P2O5) e 12 g de óxido de potássio (K2O);

– Plante num vaso ou num canto da sua horta de “ um metro quadrado” as estacas, a uma distância de 10×40 cm umas das outras;

Regue a planta sempre que o solo se apresentar bem seco;

– Após formar folha, a colheita do tomilho pode ser feita durante todo o ano;

– Pode manter o tomilho fresco mais de dez dias, se estiver a uma temperatura entre os 0 e os 10°C e mais de 95% de humidade relativa. No caso de querer secar a planta, tem que unir os ramos colhidos e colocar as folhas no sentido do chão, num local seco e escuro.

Quais as características tomilho?

folhas de tomilho
folhas persistentes e pequenas (4 a 8 mm)

O tomilho é particularmente rico em flavonóides, em ácidos fenólicos, em especial o ácido cafeico, e em terpenóides com níveis altos de bioatividade, proporcionando um comportamento antioxidante, antimicrobiano, anti-inflamatório e anti-trombótico, registados em diferentes estudos com animais.

Um prato tradicionalmente português como é a ”caçarola de coelho com feijão branco” poderá assim, contar com umas folhas frescas de tomilho diretamente colhidas da sua horta. Em geral, o tomilho combina muito bem com legumes e carnes vermelhas, notando-se um agradável aroma,  associado ao seu poder nutricional.

Referências:Alberto Gardé, Nydia Gardé. Culturas Hortícolas Nova Colecção Técnica Agrária. Vol. I. Lisboa: Clássica Editora, 1988.; Almeida, Domingos. Manual de Culturas Hortícolas. Vol. II. Lisboa: Editoral Presença, 2006.;Zheng  W,  Wang  SY  2001.  Antioxidant  Activity  and  Phenolic  Compounds  in Selected  Herbs.  Journal  of  Agricultural  and  Food  Chemistry  49(11):  5165-5170.; Yamamoto  J,  Yamada  K,  Naemura  A,  Yamashita  T,  Arai  R  2005.  Testing various herbs for antithrombotic effect. Nutrition, 21(5): 580-587.

Catarina Santos

Sobre Catarina Santos

Catarina Santos é licenciada em Dietética pela Escola Superior de Saúde de Leiria. Interessa-se pela área das Tecnologias de Produção Animal e Vegetal e pela Nutrição.