Pimento a 3 cores

Escolha quantos vasos quer usar, ou quais estão disponíveis e ainda qual o recanto do seu metro quadrado mais coberto para melhor executar a transplantação do pimento. É ele o hortofrutícola selecionado para este mês primaveril!

Os pimentos são cultivados um pouco por todo o mundo. Em Portugal, o seu cultivo predomina na região do Ribatejo e Oeste. O que não significa que se estiver noutra região do país não possa ou não deva cultivar pimento!

O fruto do pimento é oco, tem forma e tamanho muito variáveis. É costume ser objeto de múltiplas utilizações culinárias. Consumido fresco ou cozinhado, pode assumir cor verde até ao estado mais maduro, passando progressivamente a vermelho até amarelo.

Este hortofrutícola pode ser instalado por sementeira direta ou por transplantação. A transplantação é mais vantajosa por ser menos demorada e devido às exigências térmicas da planta. A plantação é efetuada entre o início de abril e finais de maio.

Instruções para plantar pimentos

Registe os passos a seguir para o cultivo do pimento:

  • Fertilize a terra, utilizando 100g de azoto, fósforo e potássio, e distribua 10g do composto por vaso. Compondo a terra, abra o buraco na terra para colocar as plantas. É recomendada uma profundidade se possível de 30 cm;
  • As plantas têm um porte ereto e podem atingir até 1,5 m de altura. Estas devem ser colocadas nos vasos ou no metro quadrado, a uma distância de 25 cm. Vai obter 4 pimentos no vaso, uma vez que cada planta dá em média 2 frutos e um total de 8 no metro quadrado;
  • Deve regar quando a terra estiver seca. Faça apalpação da terra para não regar em excesso e não prejudicar a cultura com cerca de 30 a 40 ml de água em cada vaso e 300 a 400 ml se utilizar o metro quadrado ou em 10 vasos;
  • Os pimentos têm um crescimento e forma indeterminada. São colhidos quando apresentam a cor verde, o que acontece aproximadamente aos 30 dias após a plantação e encontram-se em estado maduro perto dos 50 dias após plantação.

Depois de colher os seus primeiros pimentos pode então usá-los na preparação de receitas. Além de potenciar o sabor dos seus pratos, com este hortofrutícola também colhe vários benefícios nutricionais. Por exemplo é possível diminuir o consumo diário de sal tornando a confeção dos seus pratos mais saudáveis.

As propriedades do pimento

O pimento é uma das melhores fontes de vitamina C. Tem cerca de 80,4 mg por 100 gramas, fornecendo uma quantidade muito superior à recomendada diariamente, contribuindo definitivamente para proteger o corpo das agressões diárias. Para além disso, contem bons níveis de vitamina B6, vitamina A e K e dois minerais: potássio e manganésio. Todos estes nutrientes fortalecem o sistema imunitário.

Por outro lado, a concentração de carotenóides, flavonóides e ácidos fenólicos parece aumentar à medida que os pimentos vão amadurecendo. Estas substâncias são importantes inibidores da peroxidação lipídica, um dos mecanismos de defesa das células humanas contra o stress oxidativo e por consequência na prevenção das doenças degenerativas como o cancro, a diabetes e as doenças cardiovasculares.

Em tão pouco tempo consegue retirar alguns pimentos da sua terra, para de modo simples tornar as refeições mais ricas e saudáveis.

Referencias: Alberto Gardé, Nydia Gardé. Culturas Hortícolas Nova Colecção Técnica Agrária. Vol. I. Lisboa: Clássica Editora, 1988.; Almeida, Domingos. Manual de Culturas Hortícolas. Vol. II. Lisboa: Editoral Presença, 2006.; J.L.Guil-Guerrero, C.Martínez-Guirado M del Mar. Rebolloso-Fuentes, A. Carrique-Pérez. Nutrient composition and antioxidant activity of 10 pepper (Capsicum annuun) varieties. Eur Food Res Technol (2006) 224: 1–9; http://ndb.nal.usda.gov/ndb/foods/show/3136

Catarina Santos

Catarina Santos, natural de Alpedrinha (Fundão), licenciada em Nutrição Humana e Qualidade Alimentar (ESACB-2012), atualmente, frequenta a licenciatura de Dietética na Escola Superior de Saúde de Leiria. Interessa-se pela área das Tecnologias de Produção Animal e Vegetal e pela Nutrição ma (...)