Adoptar um estilo de vida saúdavel

Gostou? Partilhe

Os 5 temas mais populares de 2020 no Stop Cancer Portugal

Chegou o momento em que fazemos uma pausa e tiramos alguns dias de férias. Mas antes, divulgarmos os 5 artigos mais populares de 2020 na plataforma educativa Stop Cancer Portugal – adotar um estilo de vida saudável.

Contamos com 144 690 visualizações de página, desde o início do ano, até este mês de agosto e o tempo médio na página é de 2 minutos e 19 segundos. São números bons.

Consulte agora a lista dos temas mais visualizados através do motor de pesquisa Google desde o início do ano.
A prevenção começa com boa informação.  Todos os conteúdos sobre prevenção, saúde e bem-estar são devidamente certificados cientificamente.

  1. A audição é fundamental para o desenvolvimento de qualquer criança. Os primeiros 2 anos de vida são críticos para a aprendizagem da linguagem. Informe-se.
  2. Alguns alimentos e bebidas interagem com a medicação usada durante o tratamento oncológico, devendo ser evitados, para o sucesso do tratamento oncológico.
  3. A dose diária de noz é de 4 metades ou duas nozes inteiras. Não é difícil inclui-las na alimentação diária. Veja algumas sugestões.
  4. Esteja atento para alguns sinais de alerta para o cancro do rim e adote as recomendações gerais de prevenção do cancro para diminuir o risco.
  5. O que são exatamente alimentos altamente processados? Como podemos identificar esta categoria de produtos para saber limitar o seu consumo diário?

São estes os 5 temas mais visualizados e os mais populares de 2020, para partilhar com os seus amigos e familiares. Contribua para criar uma sociedade informada, responsável e saudável.

Boas férias.

Quais foram os 10 artigos mais lidos em 2023 no Stop Cancer Portugal- adotar um estilo de vida saudável? Boas leituras.
A equipa Stop Cancer Portugal deseja a todos os seus leitores e seguidores Boas Festas.
O Dia Mundial da Alimentação de 2023 convida-nos a economizar diariamente água. A água é vital para todos e para o futuro do planeta.
Em Portugal não existem ferramentas de avaliação para averiguar as preocupações reprodutivas em homens com cancro. Participe