“Superbananas”

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter

superbananasA revista Times divulgou as 25 melhores invenções de 2014 e entre elas, no 14º lugar, estão as “superbananas”, da Universidade de Tecnologia de Queensdale.

Mas o que as torna diferentes das bananas vulgares? A banana é já por si um fruto muito rico nutricionalmente, no entanto ao que tudo indica estas “superbananas” podem ainda ajudar mais, na prevenção da cegueira.

Atualmente na África Oriental, pelo menos 30% das crianças com menos de 5 anos de idade correm o risco de ficarem cegas, devendo-se entre outros fatores, a um simples facto: não recebem vitamina A suficiente, essencial para o bom funcionamento da visão.

E se as bananas que compõem grande parte da dieta destas crianças pudessem ser enriquecidas com vitamina A? Essa foi a ideia que o bio geneticista australiano James Dale teve quando visitou o Uganda em 2009.

Com o apoio da Fundação Bill & Melinda Gates, Dale e a sua equipa começaram a desenvolver uma “superbanana” enriquecida com vitamina A. Os testes em humanos começam em breve nos Estados Unidos.

Em África, as “superbananas” serão introduzidas usando o que Dale chama de “Sistema de Ponzi reverso” para desencadear a adoção. Cada líder das aldeias receberá 10 plantas das “superbananas” para crescerem, com a condição de darem, pelo menos, 20 novos brotos a outros moradores, que posteriormente farão o mesmo e, assim, sucessivamente.

Segundo Dale “estas bananas podem resolver” um problema de saúde.

 

Texto adaptado da revista Times, novembro de 2014 em: http://time.com/3594971/the-25-best-inventions-of-2014/
Fonte da imagem: http://www.cevisa.org.br/wp-content/uploads/2014/11/iStock_000005579127_Large.jpg

Cristina Ferrão

Sobre Cristina Ferrão

Cristina Ferrão é licenciada em Nutrição Humana e Qualidade Alimentar na Escola Superior Agrária de Castelo Branco. Acredita na divulgação do conhecimento com bases científicas, como meio de promover a saúde e ajudar a população a adotar um estilo de vida saudável.