Adoptar um estilo de vida saúdavel

Gostou? Partilhe

A primeira aula de yoga

primeira-aula-de-yoga

Sempre que alguém se dirige ao meu centro de yoga, para saber como se inicia a prática de yoga, as dúvidas são, de forma geral, transversais. Este texto procura responder a algumas dessas dúvidas e elucidar aqueles que, de forma tímida, esperam para ver como corre a aula e se corresponde às suas espectativas.

Em boa verdade, o primeiro passo é não ter expectativas, mas sim uma mente aberta para apreciar o que lhe é oferecido. Mesmo sendo já praticante de yoga, o efeito espelho não faz sentido, porque cada professor tem uma mensagem e uma vontade de ensinar de acordo com o que aprendeu.

A prática de yoga é sobretudo saber respeitar o próprio corpo. Embora deva ser praticada em grupo, pela sensação de partilha e pelo fluir de uma energia de empoderamento na ação, é uma prática que deve ser individual. Cada participante deve estar focado em si e na possibilidade de viver o momento de forma plena: concentrar-se na respiração, no movimento do corpo e estar atento às diretrizes de quem dirige a aula.

A roupa a usar deve ser confortável, mas justa, com elasticidade suficiente para permitir o movimento sem limitações. Justa para que o professor tenha uma melhor perceção do corpo do aluno e como está posicionado durante a prática de yoga. Pode usar meias, mas o ideal é fazer descalço, sobretudo nas as posturas de pé, para o apoio do pé se fazer de forma correta.

Deve respeitar-se um período de pelo menos duas horas entre a prática de yoga e a ingestão de comida. Por razões metabólicas se o aluno sentir fome, deve comer uma coisa leve, com uma boa mastigação desse alimento. É comum a quem não respeita este intervalo de tempo, sentir indisposição, náuseas, enjoo, entre outras sensações.
A prática de yoga envolve muito a contração abdominal e ter alimentos no estômago pode levar a má disposição física e refluxo. Da mesma forma, depois da aula é importante respeitar um intervalo de meia-hora a uma hora para nova ingestão alimentar.

Relativamente à água, pode ser ingerida meia hora antes e meia hora depois, embora se tiver sede, o aluno pode beber um golo ou dois de água. O bem-estar físico e mental é fundamental para o foco na prática de yoga.
Também deve iniciar a aula com a consciência de que bexiga e intestino estão limpos, para não interromper a prática da aula e não sentir o desconforto de abandonar a aula ou por timidez em não continuar a realizar as asanas –as posturas.

O período menstrual tem várias implicações na prática das asanas. Dependendo de cada mulher é recomendável não praticar as asanas invertidas nos primeiros dias, ou seja, no período de maior fluxo. Existem sempre opções de posturas para ultrapassar esta situação. Portanto, não há necessidade de faltar às aulas. Existem asanas altamente recomendadas para aliviar dores menstruais, dores de cabeça, ou dor na zona dos rins, decorrentes do período menstrual.

É importante ter uma conversa prévia com quem orienta a aula sobre qualquer lesão, mal-estar ou desconforto físico. As aulas podem e devem ser orientadas para se conseguir ultrapassar ou atenuar toda e qualquer situação.

Experimente e faça a primeira aula de yoga, pelo bem que lhe irá proporcionar. Escolha um professor devidamente certificado.

[fonte]Créditos da imagem: https://amenteemaravilhosa.com.br/yoga-para-iniciantes/[/fonte]

 

Caminhar 4000 passos por dia, o equivalente a cerca de três quilómetros, pode diminuir o risco de morte por qualquer causa. informe-se!
A prática de yoga conduz o praticante a uma perceção de quem é. Conheça algumas verdades sobre o yoga e avalie os benefícios da sua prática.
Os relacionamentos interpessoais saudáveis são cultivados, quando vivemos uma vida apoiada na filosofia do yoga. Saiba mais.
É uma pequena história sobre como superar e ultrapassar o desconforto físico e psicológico criado por um pequeno acidente.