Adoptar um estilo de vida saúdavel

Gostou? Partilhe

Trabalhar sentado ou de pé? Reduza o tempo de trabalho sentado.

Trabalhar sentado é um comportamento sedentário que pode prolongar-se por mais de oito horas e durante toda a semana. Esta posição é, atualmente, vista como um risco para a saúde e um problema de saúde pública.

Nos indivíduos com empregos sedentários há risco aumentado de doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade, síndrome metabólica e cancro. Por outro lado, as pausas para reduzir o tempo a trabalhar sentado relacionam-se com perfis metabólicos positivos. As pausas frequentes na atividade sedentária contribuem para um risco menor de saúde com melhores indicadores, como o perímetro da cintura, o índice de massa corporal, os níveis de triglicerídeos e a glicemia às 2 horas.

Estudo após estudo tem vindo mostrar que a atividade física reduz o risco de cancro. A investigação resultante sugere que movimentar-se mais ao longo do dia também pode desempenhar um papel na saúde e na proteção do cancro.

Reduza o tempo de trabalho sentado. Reserve tempo para uma pausa de descanso ou adote medidas para trabalhar de pé. Seja pioneiro e proponha a iniciativa “sentar menos” se trabalha e vive num escritório onde está sentado o dia todo.

O projeto americano Take-a-Stand foi desenvolvido para reduzir o tempo de trabalho sedentário e melhorar alguns factores de saúde. Após 7 semanas, houve uma redução do tempo gasto sentado em 224%, o que correspondeu a menos 66 minutos por dia, acompanhada de uma diminuição da dor das costas e do pescoço em 54% e melhorias no humor.

Usar uma estação para trabalhar de pé pode reduzir o tempo a trabalhar sentado com muitos benefício para a saúde. Há algumas alternativas disponíveis de mesas de trabalho muito criativas como a roda de hamster gigante. Veja o video.


[fonte]Referências: Pronk, N. P., Katz, A. S., Lowry, M., & Payfer, J. R. (2012). Peer reviewed: reducing occupational sitting time and improving worker health: the take-a-stand project, 2011. Preventing chronic disease9.; Such, E., & Mutrie, N. (2017). Using organisational cultural theory to understand workplace interventions to reduce sedentary time. International Journal of Health Promotion and Education55(1), 18-29.; Imagem adaptada de http://www.aicr.org/; Video de Robb Godshaw [/fonte]

 

A prática de yoga conduz o praticante a uma perceção de quem é. Conheça algumas verdades sobre o yoga e avalie os benefícios da sua prática.
Neste artigo exploramos o que é o autocuidado na saúde e na doença e quais são os fatores que podem influenciar.
O diagnóstico de uma surdez genética não-sindrómica é feito a partir de testes genéticos moleculares. Saiba mais sobre o tema.
O Código Europeu Contra o Cancro descreve medidas para que cada um possa adotar e reduzir o risco de cancro. Conheça as 12 medidas.