A “voz” das crianças

A criança tem o direito de exprimir livremente a sua opinião sobre questões que lhe digam respeito e de ver essa opinião tomada em consideração.

Este é o direito da criança à participação, artigo nº 12. É um dos quatro pilares da Convenção dos Direitos da Criança, o documento mais importante sobre os direitos de todos os seres humanos com menos de 18 anos.

A infância é uma categoria social autónoma. É composta por sujeitos, as crianças, que agem na sociedade, têm iniciativa desempenhando um papel social e contribuem para uma ordem social. Portanto, têm uma acção decisiva no ambiente onde vivem.

Birke Baehr tem 11 anos e está determinado em ajudar outras crianças a fazerem escolhas alimentares saudáveis.  Foi convidado a apresentar a sua visão sobre o que há de errado no sistema de produção dos alimentos e na pressão do marketing e da publicidade, para levar as crianças a comprar todo o tipo de alimentos e brinquedos que não são bons nem para as crianças nem para o Planeta.

Ouça a “voz” de Birke através do vídeo recentemente divulgado na Ted Talks.

Depois ouça também a “voz” das crianças com quem vive.

As crianças estão mais atentas do que pensamos, têm uma opinião formada sobre assuntos que nos dizem respeito a todos e querem participar nas transformações que todos, mais cedo ou mais tarde, teremos que levar a cabo.

Pode assistir ao filme com legendas em português.
Para isso basta no painel de visualização clicar em ” view subtitles”.

Referências Bibliográficas: Sarmento, Manuel Jacinto (2005). Gerações e Alteridade: Interrogações a partir da Sociologia da Infância. Educação & Sociedade. CEDES – Brasil, Vol. 26, nº 91: 361-378; http://www.iacrianca.pt/images/stories/pdfs/infocedi/infocedi26.pdf; http://www.unicef.pt/docs/pdf_publicacoes/convencao_direitos_crianca2004.pdf

Margarida Vieira, nutricionista, licenciada em Ciências da Nutrição (FCNAUP-1991), mestre em Nutrição Clínica (ISCSEM-2008). Doutorada em Estudos da Criança, na especialidade de saúde infantil pela Universidade do Minho. Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas com a cédula profissional nº 0052N. Investigadora na Fundação para a Ciência e Tecnologia (2011-2015). Membro do Centro de Investigação em Estudos da Criança – CIEC. Desenvolve a sua atividade na Investigação e na área da Nutrição Clínica. É autora e coordenadora de projectos de prevenção primária na área da saúde, bem como na organização e dinamização de seminários sobre hábitos alimentares saudáveis, predominantemente em ambiente escolar. Os seus atuais interesses de investigação, são no domínio da promoção e da comunicação para a saúde, na prevenção do cancro e de outras doenças crónicas. Responsável pela conceção e coordenação de campanhas para a prevenção do cancro. Trabalhou no Marketing Farmacêutico e especializou-se em Gestão e Comunicação da Marca (IPAM – 2003). Autora e fundadora do Stop Cancer Portugal, adotar um estilo de vida saudável. Usa o novo acordo ortográfico. Margarida Vieira, nutritionist, is PhD in Child Studies of the University of Minho. Member collaborator of the Research Centre for Child Studies - CIEC. 
She is author and coordinator of projects for primary prevention in health care as well as in the organization and promotion of workshops on healthy eating habits in the schools. Her current research interests are cancer prevention and other chronic diseases and health communication.
 Responsible for the design and coordination of the awareness of campaigns for the prevention of cancer. Worked in Pharmaceutical Marketing and specializes in Brand Management and Communication. Author and Founder of Stop Cancer Portugal Project.