Obesidade e quimioterapia: uma diferença que pode fazer a diferença

Apesar de vários estudos confirmarem a importância de uma dosagem baseada no peso doente, até 40% dos doentes oncológicos com excesso de peso e obesidade continuam a receber doses limitadas de quimioterapia.

Ver mais