A Força da Natureza

Como comer uma maçã todos os dias

Toda a gente sabe do prestígio que a maçã tem na promoção da saúde. A investigação científica atualiza regularmente informações sobre os benefícios da maçã, recomendando-a para diferentes campos da medicina, desde a doença de Alzheimer, diabetes, controlo de peso, saúde óssea, patologia gastrointestinal, asma e no cancro.

Arroz: tolerado por todos

O arroz é um cereal que é extraordinário pelo seu perfil nutricional e também porque, entre os outros cereais, é o melhor tolerado, mesmo até pelos intolerantes ao glúten. Aliás, quando há qualquer desconforto digestivo, o arroz simples e cozido é a primeira prescrição de um profissional de saúde.

Amoras: uma de cada vez.

Para quem vive ou está de férias no sul de Portugal, onde as amoras silvestres abundam, é ainda nos dias de hoje uma tarefa absolutamente possível: à medida que vai colhendo as bagas pretas, maduras e sumarentas, pode ir comendo uma de cada vez. Para quê complicar nas sobremesas se é possível ter tudo com umas dezenas de bagas?

Beterraba: nua e crua.

Nua e crua é como deve comer a beterraba: depois de bem lavada e descascada, a beterraba está pronta para fornecer vários nutrientes. Os principais nutrientes da beterraba são o folato, o manganésio, o potássio, as fibras e pequenas quantidades de vitamina C, magnésio e ferro.

Framboesas: apanhe-as se puder!

Vê-se mais rapidamente uma criança ou um adolescente a comer um pacote de gomas, a imitar framboesas, do que a comer verdadeiras framboesas. Pela sua beleza exterior, as framboesas são, à partida, uma tentação; mas, quando estão maduras são de uma doçura intensa e perfumada. De resto, como o são muitos outros frutos, quando são consumidos na sua época natural de colheita.

Cebola: a Senhora dos Anéis

Quando o corte é delicado e rigoroso surgem múltiplos anéis concêntricos e translúcidos que libertam compostos de enxofre capazes de pôr qualquer um de nós a chorar e com os olhos a arder. A cebola é a senhora dos anéis e os poderes que eles encerram não são míticos, sendo bem diferentes dos anéis da história contada por Tolkien.

Rúcula: sair da monotonia

Preparar uma salada com folhas de rúcula é, por certo, sair da monotonia. Conte lá! Não será uma, nem duas, nem mesmo três, o número de vezes durante a semana em que, ao pedir uma salada, não lhe servem senão umas folhas de alface acompanhadas de rodelas de tomate; noutras ocasiões, se tiver sorte, pode ter direito a alguns farrapos de cenoura.