Opinião

Nunca Há Tempo

Nunca há tempo para se ter tempo para sermos nós É tudo demasiado fugaz São apenas momentos de lágrimas Que nos caem pela pele branca E se aninham finalmente nos nossos finais de dia. O dia hoje acabou mais cedo Acaba sempre quando a Primavera se esquece de o provar. De lhe sentir o trago.(…)

Começar de Novo

Criar é um acto de amor solitário que aprendemos a partilhar com todos aqueles que nos lêem e ficam suavemente a olhar-nos nos olhos, a sorrir-nos, a pensarem mil e uma coisas.