Uma conversa simples sobre “cocós” e fibras alimentares

Muitas pessoas estão preocupadas com o funcionamento do seu intestino e bem, mas, na grande maioria das vezes, essa preocupação deve-se por sofrerem de obstipação –o termo popular é prisão de ventre. Quando isto acontece e não recebem o tratamento adequado, acabam por recorrer a métodos e soluções perigosas.

A digestão dos alimentos começa na boca e até que todo o processo se complete há o envolvimento de mais de 10 órgãos, o que pode demorar entre 24 e 120 horas em pessoas saudáveis. O resultado final é cocó, ou seja é tudo aquilo que não é digerido neste processo: água, bactérias, células mortas e muco, tudo ligado por fibras que vêm da digestão dos alimentos de origem vegetal.

Mas para que este longo processo funcione mesmo bem, devemos adotar uma alimentação diária rica em fruta, legumes, hortalicas, leguminosas e outros alimentos de origem vegetal para atingir o consumo de fibras alimentares suficientes. O consumo médio diário de fibras recomendado para adultos é de cerca de 28 gramas.

Para além deste importante benefício, as fibras alimentares estão associadas a um risco menor de alguns tipos de cancro, de diabetes, de doenças cardíacas e vários problemas gastrointestinais.

Jen Gunter é médica ginecologista e no seu vídeo educativo para o canal TED tem uma conversa simples sobre “cocós” e sobre os benefícios de uma alimentação rica em fibras, para que possa alcançar um trânsito intestinal saudável ao seu ritmo. Assista agora ao vídeo de quatro minutos com legendas em português.

Margarida Vieira, nutricionista, licenciada em Ciências da Nutrição (FCNAUP-1991), mestre em Nutrição Clínica (ISCSEM-2008). Doutorada em Estudos da Criança, na especialidade de saúde infantil pela Universidade do Minho. Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas com a cédula profissional nº 0052N. Investigadora na Fundação para a Ciência e Tecnologia (2011-2015). Membro do Centro de Investigação em Estudos da Criança – CIEC. Desenvolve a sua atividade na Investigação e na área da Nutrição Clínica. É autora e coordenadora de projectos de prevenção primária na área da saúde, bem como na organização e dinamização de seminários sobre hábitos alimentares saudáveis, predominantemente em ambiente escolar. Os seus atuais interesses de investigação, são no domínio da promoção e da comunicação para a saúde, na prevenção do cancro e de outras doenças crónicas. Responsável pela conceção e coordenação de campanhas para a prevenção do cancro. Trabalhou no Marketing Farmacêutico e especializou-se em Gestão e Comunicação da Marca (IPAM – 2003). Autora e fundadora do Stop Cancer Portugal, adotar um estilo de vida saudável. Usa o novo acordo ortográfico. Margarida Vieira, nutritionist, is PhD in Child Studies of the University of Minho. Member collaborator of the Research Centre for Child Studies - CIEC. 
She is author and coordinator of projects for primary prevention in health care as well as in the organization and promotion of workshops on healthy eating habits in the schools. Her current research interests are cancer prevention and other chronic diseases and health communication.
 Responsible for the design and coordination of the awareness of campaigns for the prevention of cancer. Worked in Pharmaceutical Marketing and specializes in Brand Management and Communication. Author and Founder of Stop Cancer Portugal Project.