Modernizar a produção de carne: alimentar o futuro

Em termos globais o consumo de carne é agora o maior de todos os tempos.
Cada norte-americano come em média 90 quilos de carne por ano. Em Portugal o consumo de carne atingiu a média de 43 quilos por português por ano, segundo o Inquérito Alimentar Nacional de 2015/16.

Pela trajetória global do crescimento da população e dos seus hábitos de consumo, a previsão da ONU aponta para que precisaremos de produzir entre 70 a 100% de mais carne até 2050.

Alimentar 7,6 bilhões de pessoas no mundo está a causar sérios danos ao planeta e os recursos estão a esgotar-se com os ecossistemas terrestres e marinhos a desaparecerem.
Podemos considerar que estamos perante uma tarefa bastante complexa como sociedade: gerir o suprimento global de proteínas enquanto é fundamental proteger o meio ambiente, para promover a saúde global e a segurança alimentar ao mesmo tempo que é necessário agir na prevenção dos maus tratos aos animais com a produção intensiva.

Bruce Friedrich é cofundador e diretor executivo do The Good Food Institute uma organização internacional sem fins lucrativos que trabalha para acelerar a inovação de proteínas alternativas à base de plantas e células que podem em breve transformar a indústria global de carne para promover um sistema agrícola sustentável, saudável e justo.

Bruce Friedrich está a inovar o setor alimentar com a produção de carne, ovos e laticínios à base de vegetais e células, para criar alternativas com o mesmo sabor ou melhor e a custarem menos. A sua ideia é: ao modernizar a produção de carne com carne vegetal para que seja possível mitigar o impacto ambiental do sistema alimentar, diminuir o risco de doenças zoonóticas e, por fim, alimentar mais pessoas com menos recursos.

Conheça agora as ideias de Bruce Friedrich ao assistir à sua palestra no canal TED. E faça a sua parte: coma menos carne.

Fontes: https://fronteirasxxi.pt/infografiaalimentacao/

Margarida Vieira, nutricionista, licenciada em Ciências da Nutrição (FCNAUP-1991), mestre em Nutrição Clínica (ISCSEM-2008). Doutorada em Estudos da Criança, na especialidade de saúde infantil pela Universidade do Minho. Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas com a cédula profissional n (...)