A prática do yoga na redução do risco de diabetes tipo 2

Uma das principais recomendações para pessoas com diabetes ou todos aqueles em risco de desenvolver diabetes é praticar atividade física pelos efeitos que pode produzir: diminuição dos níveis sanguíneos da glicose, redução do peso corporal, da pressão arterial e do colesterol.

A prática de yoga geralmente inclui relaxamento, exercícios respiratórios, posturas e meditação.  Sabe-se que o relaxamento, por exemplo, relaxa o sistema nervoso simpático e ajuda na redução do stress fisiológico, o qual, está relacionado a doenças metabólicas, incluindo a diabetes.

Um estudo da Universidade de Pittsburgh nos Estados Unidos procurou verificar os efeitos da prática de yoga na redução da diabetes tipo 2. Esse estudo usou um ensaio clínico randomizado e controlado, em dois grupos. Para serem elegíveis, os participantes deveriam ter entre 45 e 65 anos de idade, não fazer exercício nos últimos 12 meses (limite máximo de 30 minutos duas vezes por semana) e ter um histórico familiar de diabetes tipo 2 (primeiro ou segundo grau de parentesco), e pelo menos um dos seguintes fatores de risco cardiometabólico: glicemia de jejum alterada; pré-hipertensão; excesso de peso; ou nível elevado de colesterol.
A investigação durou três meses com um grupo a praticar yoga, duas a três vezes por semana, e o outro grupo recebeu apenas material de educação para a saúde enviado quinzenalmente para casa. Entre os conteúdos de educação destacaram-se materiais sobre os fatores de risco associados à diabetes tipo 2, prevenção da diabetes, conselhos sobre alimentação saudável, sobre hipertensão e colesterol alto, bem como sobre a prática de atividades físicas.

Depois da intervenção de 3 meses, o grupo de yoga apresentou melhorias nos fatores de risco cardiometabólico, comparativamente com o grupo que apenas recebeu material educativo. Também foi possível constatar que o grupo de yoga apresentou melhorias no peso, na pressão arterial, nos níveis de insulina e triglicerídeos.

Em resumo, os resultados deste estudo sugerem que um programa de yoga pode ser uma opção na redução de risco para adultos com alto risco de diabetes tipo 2. Os participantes revelaram ainda, melhorias na força física, flexibilidade e equilíbrio com a prática do yoga.

Referências:Yang, K., Bernardo, L. M., Sereika, S. M., Conroy, M. B., Balk, J., & Burke, L. E. (2011). Utilization of 3-month yoga program for adults at high risk for type 2 diabetes: a pilot study. Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine2011.; Créditos da imagem: https://www.hypeness.com.br/2020/06/mulher-de-100-kg-faz-poses-de-yoga-impressionantes-e-relata-como-isso-melhorou-sua-autoestima/

Alexandra Pereira, professora de yoga através da AIPYS-Asociación Internacional de Profesores de Yoga Sananda, Espanha 2000. Licenciada em Filosofia (FLUP 1988). Mestrado em Filosofia: “A filosofia do yoga: da prática a uma filosofia de vida” ( FLUP 2019) Exerce a sua actividade profissi (...)