Os tipos de cancro mais frequentes em mulheres: conheça para prevenir

Assinala-se hoje o dia internacional da mulher. Aproveitamos para celebrar esta data e neste artigo, falamos sobre os tipos de cancro mais frequentes em mulheres, assim como as recomendações para a redução do risco dos diferentes tipos. O objetivo da partilha desta informação é dar ferramentas para que se possam fazer escolhas informadas. O emponderamento feminino também passa por aqui.

Os dados estatísticos mais recentes dizem-nos que na Europa se registaram 2 058 826 novos casos de cancro em mulheres, 25,8% dos quais são cancro da mama, 11,6% cancro colorretal e 7,9% cancro do pulmão. Vamos por isso focar-nos nestes 3 tipos de cancro, tendo em conta que são os mais frequentes em mulheres.

Cancro da Mama: um dos tipos de cancro mais frequentes em mulheres

O cancro da mama é o cancro mais prevalente em mulheres na Europa mas também no Mundo. São fatores de risco para este tipo de cancro: excesso de peso ou obesidade entre os 18 e os 30 anos, consumo de bebidas alcoólicas, maior peso ao nascer.
Para redução do seu risco contamos com fatores como: atividade física, excesso de peso ou obesidade na pré-menopausa, e amamentar.

O rastreio do cancro da mama deve ser realizado, para a maioria da população, a partir dos 50 anos. Estima que o programa nacional de rastreio ajude a reduzir a mortalidade em cerca de 30% para este tipo de cancro.

Cancro Colorretal: um dos tipos de cancro mais frequentes em mulheres

Fatores como a obesidade, o consumo de carnes vermelhas e carnes processadas e a ingestão de álcool, foram associados a um maior risco de desenvolvimento desta patologia. Por outro lado, fatores como a atividade física, a ingestão de alimentos com maior conteúdo em fibra e a ingestão de produtos lácteos, mostraram ter um papel protetor.

O rastreio do cancro colorretal deve ser realizado, para a maioria da população, a partir dos 50 anos. Estima-se que o programa nacional de rastreio para este tipo de cancro reduzam a mortalidade em cerca de 20%.

Cancro do Pulmão: um dos tipos de cancro mais frequentes em mulheres

Estima-se que mais de 80% dos casos de cancro em mulheres sejam atribuíveis ao uso de tabaco. Outros fatores de risco a considerar são: toma de altas doses de suplementos de beta-caroteno (20mg/dia), tanto por atuais como ex-fumadores. O consumo de carne vermelha, de carne processada e de bebidas alcoólicas, também parecem ser fatores de risco.

Como fatores protetores estão: o consumo de alimentos que contenham retinol, beta-caroteno ou carotenoides, habitualmente muito presentes em alimentos de origem vegetal. De uma forma geral, o consumo de vegetais e frutas reduzirá o risco para desenvolver cancro do pulmão tanto em fumadores como em ex-fumadores.

Para terminar, recordamos as recomendações para a prevenção do cancro do World Cancer Research Fund, que se aplicam a todos os tipos de cancro:

– Reduzir a ingestão semanal de carne vermelha para 350 – 500g (peso após confeção) e apenas ingirir carnes processadas (produtos de salsicharia e charcutaria) esporadicamente.
– Manter um peso adequado para a idade e estatura.
– Limitar a ingestão de bebidas açucaradas e de alimentos ricos em açúcares de absorção rápida.
– Limitar a ingestão de bebidas alcoólicas.
– Praticar um mínimo de 75 a 150 minutos de atividade física intensa ou 150 a 300 minutos de atividade física moderada por semana.
– Aumentar a ingestão de alimentos ricos em fibra como cereais integrais, oleaginosas ou frutos gordos, leguminosas.
– Ingerir um mínimo diário de 5 porções de vegetais e fruta (equivalentes a 400g).
– Se vai ser mãe, se for possível, amamente o seu filho por um mínimo de 6 meses.

Referências: Global Cancer Observatory (http://gco.iarc.fr/), International Agency for Research on Cancer 2020. World Cancer Research Fund/American Institute for Cancer Research.Continuous Update Project Expert Report 2018.Diet, nutrition and physical activity and lung cancer. World Cancer Research Fund/American Institute for Cancer Research.Continuous Update Project Expert Report 2018.Diet, nutrition and physical activity and colorectal cancer. World Cancer Research Fund/American Institute for Cancer Research.Continuous Update Project Expert Report 2018.Diet, nutrition and physical activity and breast cancer. Available at dietandcancerreport.org. https://www.sns24.gov.pt/tema/doencas-oncologicas/rastreios-oncologicos/#sec-2.Crédito da imagem: freepik

Inês Correia

Inês Almada Correia, nutricionista (3684N), pós-graduada em Nutrição em Oncologia pela Universidade Católica Portuguesa, frequenta o mestrado em Bioquímica Médica da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Tem colaborado com a Associação Portuguesa Contra a Leucemia (APCL) em ati (...)