Macadâmia: doce, suave e cremosa

A nogueira da macadâmia é uma planta arbórea de clima subtropical e pertence à família botânica Protaceae. Originária da Austrália, a macadâmia é o fruto doce comestível de duas espécies desta árvore do género Macadamia, exploradas comercialmente: a Macadamia integrifoliae a Macadamia tetraphyllia.

A macadâmia tal como a avelã, a noz, o pistácio e a castanha-do-brasil, pertence ao grupo dos frutos secos oleaginosos. Ostenta um teor elevado de ácidos gordos monoinsaturados, que pode atingir 60 gramas por 100 gramas de fruto, destando-se o ácido oleico e o ácido palmitoleico.

O consumo de alimentos ricos em ácidos gordos insaturados é benéfico para a prevenção de doenças crónicas, como as doenças cardiovasculares, o cancro e as dislipidemias, pelo seu impacto positivo na regulação dos níveis de colesterol, nomeadamente na redução do LDL (a lipoproteína de baixa densidade), popularmente denominado como colesterol mau.

Neste fruto seco, os minerais que estão em maior quantidade são o potássio (368 mg/ 100 g), o fósforo (188 mg/ 100 g), o magnésio (130 mg/ 100 g), o cálcio (85 mg/ 100 g) e o manganês (4,1 mg/ 100 g). A vitamina B3 ou niacina (2,5 mg/100 g), a vitamina B1 ou tiamina (1,2 mg/ 100 g) e a vitamina B6 ou piridoxina (0.3 mg/ 100 g) são algumas das vitaminas presentes neste pequeno fruto.

Os tocoferóis, tocotrienóis e o esqualeno são os antioxidantes naturais com maior expressividade neste fruto seco oleaginoso. A presença destes, é importante para proteger a macadâmia das reações de oxidação que possam ocorrer durante o armazenamento e comercialização, fazendo com que haja um aumento de vida útil destas.

Usualmente a macadâmia é consumida crua ou tostada, sem adição de sal ou açúcar. Uma dose diária de 4 macadâmias (são 20 gramas) é suficiente para obter todos os seus benefícios nutricionais. Pode adicionar estas 4 macadâmias ao pequeno-almoço, juntando-as a uma taça dos cereais ou como um pequeno lanche a meio da manhã ou à tarde.

O sabor doce e suave da macadâmia faz dela um bom ingrediente para fazer um creme de macadâmia, para espalhar por exemplo, nas torradas, mas não exceda as 30 gramas diárias (2 colheres de sopa rasas). Preparar o creme de macadâmia é bastante simples: coloque  120 g do fruto num recipiente e cubra com água, de seguida deixe que este repouse durante a noite. No dia a seguir escorra a água e coloque as macadâmias num liquidificador, acrescente um pouco de sal e bata até ficar cremoso.

Referências: Maguire, S. et al. (2004). Fatty acid profile, tocopherol, squalene and phytosterol content of walnuts, almonds, peanuts, hazelnuts and the macadamia nuts. International Journal of Food Sciences and Nutrition, Volume 55, Number 3 (May 2004) 171 _/178;Wall, M. (2010).Functional lipid characteristics, oxidative stability, and antioxidant activity od macadamia nut (Macadamia integrifolia) cultivars. Food Chemistry 121 (2010) 1103–1108. Hu, W. et al. (2019). A review of biological functions, health benefits, and possible de novo biosynthetic pathway of palmitoleic acid in macadamia nuts. Journal of Functional Foods 62 (2019) 103520. National Nutrient Database for Standard Reference. Acedido em 28 de Novembro de 2020 no website do United States Department of Agriculture, Agricultural Research Service: https://fdc.nal.usda.gov/fdc-app.html#/food-details/170178/nutrients.; Créditos da imagem: https://www.facebook.com/casaagranel/photos/a.554175304733772/1538521652965794/?type=3

Catarina Santos

Catarina dos Santos, natural de Alpedrinha, Fundão – Portugal, licenciada em Nutrição Humana e Qualidade Alimentar (ESACB-2012) e em Dietética (ESSLei – 2016). Atualmente, é Nutricionista (4167N) na área da Nutrição Clinica e na área da Nutrição Comunitária e de Saúde Pública. Inte (...)