Yogaterapia: o que é?

Ao longo do século XX o ocidente começou a tentar perceber a eficácia do yoga em algumas patologias. Os estudos até agora realizados são bastante promissores e encorajadores para que a prática de yoga seja encarada como uma ferramenta que pode contribuir para o bem-estar do ser humano, ao nível físico, emocional e psicológico. Para quem dá aulas de yoga a sensação que se tem é que a investigação nesta área e a sua divulgação em estudos ficam muito aquém daquilo que é experienciado pelo praticante, que sem hesitar encara o yoga como uma terapia de reabilitação.

A rigidez dos músculos e das articulações desgastam o aparelho músculo esquelético, inibem o movimento, provocando dor, levando ao desanimo e à frustração. A postura ereta começa a encontrar desequilíbrios e o envelhecimento físico e mental acontece. A idade não é responsável pela falência do corpo, mas sim a ausência de atividade física, sobretudo do estiramento. A prática de yoga permite aprender a saber alongar o corpo, o músculo reencontra a sua capacidade de alongar, permitindo por exemplo, ao nível da coluna um maior espaçamento entre as vértebras.

Para manter um corpo são, é preciso manter uma coluna flexível, assim como toda a estrutura da cintura pélvica. Para isso não é necessário praticar posturas de difícil execução, que podem levar ao desinteresse na prática de yoga. Quando a prática de yoga inclui estiramentos, rotações, flexões e equilíbrio, deve sobretudo respeitar o corpo tal como ele é, sabendo que com a respiração correta e o foco mental, é sempre possível conquistá-lo, milímetro a milímetro. O verdadeiramente importante é a consciência dessa conquista e não a realização de posturas complexas.

A prática de hatha yoga é a base para a yogaterapia, que para os hindus se define como o caminho para a realização espiritual por meio de uma disciplina física rigorosa. São múltiplos os estudos que se podem encontrar em vários artigos na internet, sobre o yoga e a asma, ou escolioses, ou a depressão, só para dar alguns exemplos.

A ligação entre a respiração e as posturas é fundamental para que o yoga como terapia tenha resultados facilmente perceptíveis. As posturas devem ser adaptadas a cada aluno, com vários tipos de apoio (mantas, almofadas, cintos, blocos de yoga, etc). A observação do corpo do aluno por parte do professor é fundamental para perceber como ajudar o aluno a ultrapassar as suas dificuldades ou limitações.

A prática de yogaterapia é fundamental para a correção postural (escolioses, cifoses, lordoses), para a melhoria da capacidade respiratória (asma, bronquite, enfisema pulmonar), e para a melhoria da qualidade de vida em doenças tais como, problemas cardíacos, cancro, esclerose múltipla, fibromialgia, entre outras patologias. Um centro de yoga e um professor devidamente certificado ajudam a um início de uma prática da forma mais correta.

[/fonte] Créditos da imagem: https://www.naturoterapias.com/yogaterapia.html [/fonte]

Alexandra Pereira

Alexandra Pereira, professora de yoga através da AIPYS-Asociación Internacional de Profesores de Yoga Sananda, Espanha 2000. Licenciada em Filosofia (FLUP 1988). Mestrado em Filosofia: “A filosofia do yoga: da prática a uma filosofia de vida” ( FLUP 2019) Exerce a sua actividade profissi (...)