Prevenção do cancro durante a COVID-19: lidar melhor com a pandemia

São tempos incertos, estes da pandemia de COVID-19, e o mais importante é manter o foco no que sabemos e no que podemos controlar. Para continuar a fazer prevenção do cancro durante a COVID-19, direcione a atenção para estes 3 aspetos: a alimentação e como podemos gerir conscientemente as refeições, com escolhas saudáveis como as prioritárias; praticar medidas de higiene adequada e manter bons níveis de atividade física.

Na ida às compras lembre-se:

  • use toalhetes desinfetantes para limpar o carrinho ou cesto antes de começar a fazer compras. Ou leve o seu próprio saco trazendo apenas o essencial.
  • evite o contacto social: há horários especiais, em alguns supermercados, para idosos que correm maior risco de contrair o vírus.
  • pratique o distanciamento físico. Afaste-se e adote um perímetro de dois metros entre si e as outras pessoas.

E mantenha os bons hábitos alimentares: inclua variedade na rotina alimentar com vegetais, fruta, grãos integrais e leguminosas. Comendo diariamente e em modo equilíbrio, estes alimentos fornecem ao seu organismo as fibras, vitaminas, minerais e os fitoquímicos que contribuem para se manter saudável e prevenir o cancro.

A fruta e os legumes frescos são a maior parcela e fazem parte de uma dieta saudável. Os produtos congelados também são uma opção nutritiva e barata, com um prazo de validade mais longo. A fruta congelada é um boa opção para batidos ou para combinar com cereais integrais, para começar um dia nutritivo. Os legumes congelados, que são congelados rapidamente, mantem a qualidade nutricional dos alimentos; fazem boas sopas, ensopados ou guisados.

Mas, siga mais alguns conselhos. Por exemplo, fruta e legumes enlatados: escolha opções de enlatados em água sem adição de sal, já a fruta enlatada em sumo 100% natural e sem adição de açúcares. Vegetais enlatados e fruta são bons para adicionar em diferentes refeições, fornecendo fibras, vitaminas e minerais. Vejamos o exemplo da polpa de tomate em lata: contém diversos nutrientes essenciais, entre eles vitamina C e E, potássio e fibras, além dos fitoquímicos licopeno e beta-caroteno (provenientes de alimentos, não de suplementos!).

Na fruta e nos vegetais frescos, há alguns com vida útil mais longa como são os básicos: batata, alhos e cebolas, a couve, pimento, cenoura, courgete, couve-flor. Escolha também bananas, laranjas, maçãs. Lave bem com em água abundante e descasque.

Os verdadeiros cereais são os fornecedores de grãos integrais, as boas fontes de energia de absorção lenta. Escolha aveia, arroz integral, quinoa, massas integrais e pão feito de cereais de grãos integrais. Os cereais integrais são as opções saudáveis em comparação com os processados, pois fornecem mais fibras, mais nutrientes para aumentar a saciedade e grandes protetores ao reduzirem o risco de cancro do cólon e do reto.

Estes alimentos podem ser incluídos nas sopas, saladas, podem ser salteados e usar em outras receitas que queira confecionar. Na despensa, os cereais integrais têm uma vida útil longa.

As proteínas são indispensáveis em quantidades moderadas, as de origem animal complementadas com as de origem vegetal. Alimentos como feijão e as suas múltiplas variedades, as lentilhas, as nozes e as sementes, combinadas com carnes magras, peixes, ovos são sempre opções proteicas de alta qualidade. Também estão disponíveis feijões e outras leguminosas enlatados. Escolha nozes, caju ou amêndoas mas sem sal.

Uma higiene adequada e frequente é uma das maiores defesas contra todo o tipo de germes como vírus e bactérias. Lave as mãos com frequência. Esfregue-as pelo menos 20 segundos em água quente e sabão. Limpe as superfícies que usa com cuidado, mesas, bancadas, maçanetas das portas, teclados, ratos e comandos. Use produtos de limpeza antibacterianos para os limpar ou o tradicional sabão azul.

Terceiro aspeto que pode controlar: mantenha-se fisicamente ativo. São inúmeros os benefícios para a saúde, onde se inclui a redução do risco de vários tipos de cancro. Ande mais, sente-se menos. Procure fazer pelo menos 150 minutos por semana de atividade física moderada: suba e desça escadas, use a bicicleta estática que ainda tem na garagem ou use objetos domésticos comuns para proporcionar jogos ativos, brinque com as crianças ou com o cão.

Este é um momento difícil para todos, com muitas incertezas e desafios, por isso concentre-se em melhorar alguns hábitos de vida para preservar a sua saúde e fazer a prevenção do cancro durante a COVID-19.

Margarida Vieira

Margarida Vieira, nutricionista, licenciada em Ciências da Nutrição (FCNAUP-1991), mestre em Nutrição Clínica (ISCSEM-2008). Doutorada em Estudos da Criança, na especialidade de saúde infantil pela Universidade do Minho. Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas com a cédula profissional n (...)