O Yoga e a pandemia Covid-19

Pode o yoga ajudar na gestão física e emocional da situação atual de pandemia do novo coronavírus (COVID-19)?

Ocupar os nossos dias com as notícias sobre a evolução da doença e a forma como deve ser gerida, tornou-se para a grande maioria de nós uma quase rotina. Mas esta rotina pode criar um elevado grau de incerteza sobre a melhor forma de gestão e de angústia em relação ao futuro, ou seja, gera-se stress, ansiedade e estados depressivos. O yoga oferece algumas alternativas a estes estados emocionais, tal como afirma um artigo publicado no Harvard Health Blog, da Harvard Medical School.

Quando a preocupação aumenta, o corpo ressente-se. Surgem tensões musculares, desconforto físico, dores difusas e muitas vezes um agravamento das dores recorrentes. Ao nível emocional quando as preocupações aumentam, surge alguma irritabilidade, pensamentos recorrentes, pessimismo, ou seja, manifesta-se em ansiedade e angústia.

Este é um momento para perceber que a capacidade de ultrapassar estes estados está em nós. É preciso confiar nas nossas capacidades e saber quem somos e aquilo que temos a defender. A defesa a uma ameaça confere um enorme poder de luta e resiliência, sobretudo quando esse poder é dirigido ao bem comum. Fazer bem a nós próprios cria sentimentos de conforto e quietude emocional, mas quando se sente o bem que se faz ao outro é revigorante.

Um dos caminhos a seguir para ajudar a ultrapassar o isolamento físico, a que estamos sujeitos é criar uma rede de contactos: amigos e familiares, através das redes sociais, por telefone, mensagens ou e-mail. A força das suas relações com amigos e familiares permite sentir apoio e conforto emocional. Procure também manter-se ativo, descobrir coisas novas, procurar outros temas de motivação.

Como pode a prática do yoga ajudar agora?

Mesmo que nunca tenha experimentado e possa não ter interesse, talvez tenha, agora, chegado o momento de fazer coisas diferentes, sabendo os benefícios que essa descoberta pode dar: flexibilidade, concentração, serenidade, assertividade, autoconfiança, tónus muscular, entre outros benefícios.

A respiração é o alicerce da prática de yoga. Respire de uma forma tranquila, prolongando a inspiração e a expiração. Faça respirações completas, inspire, sinta o diafragma a alargar e toda a caixa torácica até à zona das clavículas. Expire sentindo a caixa torácica a voltar ao seu tamanho natural a partir da parte superior do abdómen. A meditação faz parte do esquema tradicional das aulas de yoga, sendo reconhecido o seu efeito calmante e assertivo no pensamento. Pode prolongar mais os seus momentos de meditação, procurando na internet vídeos sobre o tema.

Pode também criar um momento divertido para toda a família: uma aula de yoga online, organizando momentos de felicidade, momentos saudáveis.

Alexandra Pereira

Alexandra Pereira, professora de yoga através da AIPYS-Asociación Internacional de Profesores de Yoga Sananda, Espanha 2000. Licenciada em Filosofia (FLUP 1988). Mestrado em Filosofia: “A filosofia do yoga: da prática a uma filosofia de vida” ( FLUP 2019) Exerce a sua actividade profissi (...)