Resoluções de Ano Novo: perder peso, atividade física, deixar de fumar

As resoluções de ano novo fazem parte da tradição desta altura do ano e algumas das mais habituais passarão por perder peso, iniciar e praticar atividade física e deixar de fumar.

São múltiplas as vantagens de iniciar e, sobretudo manter qualquer uma destas resoluções. Por isso vamos olhar para cada uma delas com maior detalhe.

Resoluções de Ano Novo: perder peso

São inúmeros os benefícios de perder de peso. A obesidade é um problema de saúde pública no Mundo e está associado ao surgimento de diversas doenças, aumentando o risco de mortalidade.

A obesidade resulta da combinação entre falta de atividade física e ingestão excessiva de alimentos com elevada densidade energética e baixa densidade nutricional, tais como produtos alimentares ou bebidas ricos em açúcares de absorção rápida e produtos alimentares altamente processados.

Tendo em conta o envelhecimento da população mundial, a obesidade sarcopénica também deverá ser valorizada. A obesidade sarcopénica corresponde à coexistência de sarcopenia e obesidade, isto é, baixa massa magra em especial massa muscular em indivíduos obesos. Está associada a maior risco de desenvolvimento cardiovascular e diabetes. Em doentes oncológicos está associada a maiores riscos de complicações pós-cirúrgicas, maior incidência de efeitos secundários e menor sobrevivência.

Resoluções de Ano Novo: praticar atividade física

Quanto à atividade física, a sua prática, para além de outros benefícios, contribui para a manutenção de uma boa saúde cardiovascular, para a manutenção de um peso saudável e para a preservação da massa muscular.

A prática de atividade física é segura em situações de doença assim como durante os tratamentos de quimio e radioterapia, devendo ser adequada à capacidade física individual que pode estar alterada neste período.

As recomendações apontam para a prática de 150 minutos de atividade física moderada ou 75 minutos por semana de atividade física intensa e treino de força e flexibilidade no mínimo de 2 vezes por semana.

É amplamente conhecido que fumar tem inúmeros riscos associados, aumentando significativamente o risco de desenvolver vários tipos de cancro, para além de contribuir para o aumento da pressão arterial, para o risco de desenvolver doenças cardiovasculares, assim como para o risco de morte.

Lembre-se que mesmo uma moderada perda de peso pode ajudar a prevenir alguns dos efeitos adversos da obesidade e que todos os minutos não sedentários contam para que tenha mais saúde.

Quanto à eficácia das resoluções de passagem de ano, associar a definição de objetivos mais abrangentes a objetivos mais específicos parece trazer melhores resultados na difícil tarefa de manter as resoluções por longos períodos de tempo.

Bom Ano 2020!

Referências: Bosello, O, Vanzo, A. Obesity paradox and aging. Eat Weight Disord. 2019 Dec 21. World Health Organization. Global recommendations on physical activity for health. 2010. WHO Report on the Global Tobacco Epidemic, 2019. Geneva: World Health Organization; 2019. World Cancer Research Fund/American Institute for Cancer Research.Continuous Update Project Expert Report 2018. Höchli B, Brügger A, Messner C. Making New Year’s Resolutions that Stick: Exploring how Superordinate and Subordinate Goals Motivate Goal Pursuit. Appl Psychol Health Well Being. 2019 Jun 24. De Lorenzo A, et al. Obesity: A preventable, treatable, but relapsing disease. Nutrition. 2019 Oct 17;71:110615. Crédito das imagens: Free-Photos por Pixabay

Inês Correia

Inês Almada Correia, nutricionista, membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas 3684N, pós- graduada em Nutrição em Oncologia pela Universidade Católica Portuguesa. Tem colaborado com a Associação Portuguesa Contra a Leucemia (APCL) em atividades, tais como workshops sobre alimentação direc (...)