Dia Mundial da Atividade Física – Vida ativa! Vida mais longa!

No próximo dia 6 de abril assinala-se o Dia Mundial da Atividade Física. Este ano o mote é Vida ativa! Vida mais longa!

Por vezes pensamos que a prática de atividade física terá de implicar a inscrição num ginásio e o investimento em equipamento dispendioso, mas não tem de ser assim.

O sedentarismo parece estar associado a um maior risco de desenvolvimento de alguns tipos de cancro e por isso qualquer atividade física é melhor que inatividade física. Tendo este fator em consideração, passar menos tempo sentado a ver televisão, em frente ao computador, a conduzir, entre outras atividades, poderá por si só trazer benefícios para a saúde.

A alteração de pequenos hábitos para reduzir os tempos sedentários poderá passar por:

  • escolher as escadas em alternativa ao elevador
  • optar por fazer uma parte do percurso de casa para o trabalho a pé
  • estacionar o carro um pouco mais longe do trabalho
  • fazer pausas ativas durante o tempo de trabalho
  • fazer uma caminhada após o jantar
  • levantar-se e caminhar pela casa durante os intervalos dos programas de televisão
  • em pequenas deslocações optar por caminhar em alternativa a conduzir.

No contexto da doença oncológica, surge por vezes a seguinte pergunta:
pode um doente oncológico praticar atividade física durante os tratamentos de quimio e radioterapia?

Tem vindo a ser demonstrado que a pratica de atividade física neste período traz inúmeros benefícios para os doentes, na gestão da fadiga, do bem-estar físico e mental, entre outros. O seu planeamento deverá ser feito com os profissionais de saúde que conhecem a história clínica e toda a atividade física deverá ser adaptada às características de cada individuo, tendo em conta a sua condição física, o seu estado de saúde e as suas possíveis limitações.

As recomendações para a prática de atividade física são as seguintes:

  • 75 minutos por semana de atividade física intensa
    ou
  • 150 minutos por semana de atividade física moderada
  • treino de força e flexibilidade no mínimo de 2 vezes por semana

Estes são valores de referência a ter em conta mas lembre-se que todos os minutos são importantes.
E como qualquer dia é um bom dia para iniciar a prática de atividade física, não deixe para mais tarde o início de um hábito que acrescentará saúde aos seus dias.

Referências: Kerr J, Anderson C, Lippman SM. Physical activity, sedentary behaviour, diet, and cancer: an update and emerging new evidence. Lancet Oncol. 2017 Aug;18(8):e457-e471;World Cancer Research Fund/American Institute for Cancer Research.Continuous Update Project Expert Report 2018.Physical activity and the risk of cancer. Available at dietandcancerreport.org

Inês Correia

Inês Almada Correia, nutricionista, membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas 3684N, pós- graduada em Nutrição em Oncologia pela Universidade Católica Portuguesa. Tem colaborado com a Associação Portuguesa Contra a Leucemia (APCL) em atividades, tais como workshops sobre alimentação direc (...)