A fotografia e a recuperação do doente

Será que ver fotografias terá algum impacto na recuperação da saúde dos doentes? Se sim, qual o tipo de fotografia que deveria ser mostrado?

Segundo a enfermeira Florence Nightingale, o ambiente hospitalar pode ajudar no bem-estar físico e emocional do doente e os profissionais de saúde têm um papel importante no apoio aos doentes para lidar com os desafios dos longos internamentos hospitalares.

Uma das medidas pode passar por distrair e recuperar os doentes através de imagens fotográficas da Natureza.  O exemplo dado é através de uso de fotografias relacionadas com a Natureza e há diferentes métodos para estimular os doentes a observarem este tipo de fotografias. Pode passar por se colocarem fotografias da Natureza nas paredes dos corredores e dos quartos das unidades hospitalares mas também pelo uso de aparelhos electrónicos, como os tabletes, telemóveis e computadores.

Os doentes também deveriam ser encorajados a trazerem as suas próprias fotografias. As várias fotografias poderiam estar disponíveis e seria uma forma económica de diversificar a decoração do espaço hospitalar.
Por isso, o uso da “Fotografia” como intervenção terapêutica poderia ter um papel na distracção e recuperação do doente internado.

Referências: Hanson, H., Schroeter, K., Hanson, A., Asmus K., & Grossman, A. (2013). Preferences for Photographic Art Among Hospitalized Patients With Cancer. Oncology Nursing Forum, 40 (4), 337-345.

André Louro

Doutorado pela Universidade Autónoma de Barcelona. Especialista em Psicologia Clínica e da Saúde e com especialidade avançada em Psicologia Comunitária pela Ordem dos Psicólogos Portugueses. Vários artigos publicados na área de Psico-oncologia. Tem interesse pelo estudo do comportamento huma (...)