Om – o mantra fundamental para quem medita e pratica yoga

Para um praticante de yoga não existe um símbolo mais poderoso que a sílaba Om. Este monossílabo pertence há tradição da filosofia e da história do yoga e faz parte integrante do Hinduísmo. Também é a origem de todos os mantras. Todos os mantras começam e terminam com Om.

Om representa todo o mundo passado, presente e futuro. Om simboliza tudo aquilo que existe no mundo terreno e no mundo espiritual. Personifica o primeiro pensamento e o primeiro som através dos quais se criou todo o universo. Deve pronunciar-se AUM, prolongando a consoante M.

Segundo Maitrí Upanishad, um conjunto de textos sagrados, Om, significa os três estados de consciência: vigília, sono e sonho. É o mantra eterno, “os seus três sons, a, u e m, são os três primeiros estados de consciência, e estes três estados são os três sons”.

Para Mandukya Upanishad, outro conjunto de textos sagrados,“Om, esta palavra eterna é tudo, o que foi, o que é e o que será”.

A letra A representa Deus Shiva. Shiva é na religião Hindu, o princípio destruidor do Universo. É o terceiro elemento da trindade hindu. Simboliza a energia masculina. Corresponde ao estado de vigília.

A letra U representa Deus Vishnu. É o segundo elemento da trindade hindu. É o princípio conservador, o Deus que protege e conserva o Universo. É o estado de sonho.

A letra M, representa Brahma. O Deus criador do Universo. É o primeiro elemento da trindade Hindu. É o estado de sono profundo.

AUM representa o som primogénito, que dá início a todos os livros sagrados, mantras e orações.

A repetição do mantra Om, exerce uma influência enorme sobre a mente. Ao pronunciar esta palavra e tapando os ouvidos, consegue-se perceber a vibração a nível físico que provoca. Para o praticante, esta vibração reflete-se em todos as células do corpo, criando um estado de transcendência, de acordo com a prática de meditação que haja.

A imagem acima publicada representa o mantra Om. Este é o seu significado:

  • O ponto significa, gota ou ponto (Bindu). Representa a semente que dá origem ao todo e que no todo se dissolve.
  • A curva debaixo do ponto simboliza a Lua em quarto crescente. Esta lua brilha nos nossos pensamentos. É a rainha das formas de pensamento.
  • A linha em forma de S representa a tromba de Ganesha, o estado de ilusão.
  • A parte inferior do símbolo OM, a curva mais alargada, corresponde ao estado de vigília, ao despertar. Corresponde à consciência humana.
  • A parte superior do símbolo corresponde a uma comunhão com o Eu Superior, um estado de concentração (Dhyana) profunda.

Fonte de informação: “Meditacion y Mantras”, Suami Vishnu Devananda, Alianza Editorial 1980. “Diccionario de Hinduismo”, Enrique Gallud Jardiel, Alderabán Ediciones, 1999; créditos da imagem: https://www.thousandwonders.net/Wat+Mahathat+Ayutthaya

Alexandra Pereira

Alexandra Pereira é professora de yoga certificada pela Asociación Internacional de Profesores de Yoga Sananda (AIPYS), Espanha 2000. Licenciada em Filosofia (FLUP 1988) tem o Curso de osteopatia do Instituo Biomédico Hygea de Espanha (2005). Exerce a sua atividade profissional como professora (...)