Calêndula: mais cor no jardim nos dias de inverno, novos sabores no prato

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter

Com os dias mais curtos, a escuridão visita-nos mais cedo. Podemos dar alguma cor ao jardim e plantar calêndula.

Calendula officinalis é vulgarmente conhecida por calêndula ou maravilhas e pertence à família Asteraceae.

Esta planta pode atingir uma altura entre os 40 e os 60 cm e caracteriza-se pelas suas flores que apresentam uma coloração amarelo-alaranjado.

A calêndula é uma planta bastante resistente, aguenta bem o frio do inverno, não perdendo a sua floração. As flores e as folhas têm um sabor amargo característico, com odor fraco e aromatizado.

É uma excelente planta para ter no jardim, além de colorida é bastante rica, com diversos componentes bioativos, como os compostos fenólicos e os flavonóides que apresentam propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, antimicrobianas e anticancerígenas. Os flavonóides mais abundantes nas flores da planta são a rutina e a quercetina.

Cultivar calêndula

Aponte quatro passos para cultivar calêndula e torne o seu jardim mais colorido:

  1. Instale por sementeira direta: adquira as sementes em qualquer loja de produtos agrícolas, ou faça mesmo uma compra online
  2. Coloque as sementes a uma profundidade de 5 cm, a uma distância de 30 a 50 cm entre plantas. Num metro quadrado que aconselhamos, pode colocar 4 sementes ou uma por vaso.
  3. A planta necessita de um solo bem drenado, fértil, rico em matéria orgânica, contudo é uma planta que se adapta a qualquer tipo de solo, desde que esteja minimamente preparado. Em dias mais frios deve recorrer às técnicas de proteção das plantas, faladas aqui. Relativamente à rega, esta deve ser feita diariamente, se justificar, isto porque a planta necessita de água moderadamente.
  4. Todas as partes da planta são utilizáveis: folhas, flores e caule.

A calêndula é uma planta comestível, as suas folhas e pétalas são edíveis, sendo as pétalas adicionadas a pratos como guarnição em substituição de alguns condimentos, como por exemplo, o açafrão. As folhas são geralmente amargas e também podem ser utilizadas como condimentos, principalmente em saladas.

Os caules, embora em menor escala também são utilizados como condimento e temperos de alimentos na indústria alimentar. Embora todas as partes da planta sejam utilizadas, a flor é a parte mais utilizada.

Com o inverno a chegar, a cor da calêndula vai fazê-lo lembrar o Sol a espreitar em dias mais escuros.

 

Referências: Clevely Andy, Katherine Richmond. Manual completo de Plantas e Ervas Medicinais. Lisboa: Editorial Estampa; Moreira, S. Estudo da aplicabilidade de pétalas de Calendula officinalis L. em produtos alimentares enriquecidos. Porto, 2015. https://jb.utad.pt/especie/Calendula_officinalis (acedido a 14/11/2017).

Catarina Santos

Sobre Catarina Santos

Catarina Santos é licenciada em Dietética pela Escola Superior de Saúde de Leiria. Interessa-se pela área das Tecnologias de Produção Animal e Vegetal e pela Nutrição.