Canónigos: cultivar a sua nova salada de inverno

Share on Facebook37Share on Google+0Tweet about this on Twitter

Está a acabar o verão, mas com as férias as energias são renovadas para voltar a colocar as mãos na terra e cuidar da sua horta caseira. A sugestão deste mês: canónigos!

São vulgarmente conhecidos como alface-da-terra, alface-de-coelho ou alface-de-cordeiro, todos eles nomes engraçados e sugestivos. A sua família é a Valerianaceae, e é uma planta anual que normalmente atinge 15 a 30 cm de altura, de fácil adaptação. Pode portanto, ser cultivada em alguns vasos ou num pequeno metro quadrado de terra.

Para cultivar canónigos num pequeno vaso, faça assim:

  1. Instale por sementeira direta. Pode adquirir as sementes em qualquer loja de produtos agrícolas, como por exemplo na Agriloja ou no Jardim centro, com possibilidade da compra online.
  2. Coloque as sementes, 0,5 a 1 cm de profundidade na terra a uma distância de 8 a 15 cm. O número de sementes é ajustável conforme a preferência do utilizador.
  3. Para que a planta cresça é recomendável que o solo seja húmido mas não encharcado. Assim a rega deve ser feita todos os dias, de manhã ou ao final do dia.
  4. Os canónigos desenvolvem-se em clima ameno ou frio, por isso setembro é altura ideal para os cultivar, uma vez que com muito calor a floração é induzida.
  5. Tenha o cuidado de ir retirando as ervas daninhas, para não competirem com o alimento dos seus canónigos.
  6. Os canónigos estão prontos a colher em cerca de 1 mês e 1/2 a 2 meses após cultivo. No entanto, pode ir colhendo as folhas à medida que se vão desenvolvendo.

Os canónigos têm baixo valor calórico, com cerca de 19 calorias em 100 gramas e um teor médio de fibra  de 1,7g por 100g. Dão uma salada ideal para sair da rotina das alfaces. No que diz respeito ao teor em vitaminas, os canónigos são uma boa fonte de vitamina A, B9, C, B6 e E. Os valores de iodo, ferro, potássio e fósforo são de considerar.
Esta planta é também rica em compostos fenólicos, entre eles o ácido clorogénico e o ácido cafeico, que lhe confere alguma capacidade antioxidante.  

Os canónigos ficam deliciosos preparados em salada, talvez para acompanhar uma bela piza italiana.

Referências:  Clevely Andy, Katherine Richmond. Manual completo de Plantas e Ervas Medicinais. Lisboa: Editorial Estampa;  http://repositorio.ipv.pt/bitstream/10400.19/1864/2/PARENTE%2c%20Catarina%20Pereira_Avalia%C3%A7%C3%A3o%20fitoqu%C3%ADmica%20e%20actividade%20antioxidante%20de%20compostos%20fen%C3%B3licos%20presentes%20em%20%27Valerianella%20Locusta%27.pdf, acedido a 5/09/2017. Photo creditsSchwäbin (Wikimedia)
License: CreativeCommons by-sa-3.0-de (deed) and Photo by Daniel Hjalmarsson on Unsplash

Catarina Santos

Sobre Catarina Santos

Catarina Santos é licenciada em Dietética pela Escola Superior de Saúde de Leiria. Interessa-se pela área das Tecnologias de Produção Animal e Vegetal e pela Nutrição.