Prevenir lesões: o yoga pode ajudar corredores

Share on Facebook33Share on Google+0Tweet about this on Twitter

Ninguém quer ter lesões. As lesões são dolorosas e podem marginalizar os atletas durante algum tempo. Com um treino inteligente, não há nenhuma razão para que uma lesão ocorra.

Praticar yoga pode ser uma boa aposta, ajudando a manter os músculos flexíveis e alongados. Na prática do yoga o uso da atenção plena aumenta os níveis de consciencialização e da capacidade de centrar a mente no momento presente.

“O yoga ajuda-o a ficar livre de lesões cultivando o equilíbrio entre força e flexibilidade no corpo”, diz a professora de yoga e treinadora de corrida, Sage Rountree.

Benefícios do yoga para prevenir lesões

Há pelo menos 8 razões para que um corredor ou maratonista possa beneficiar ao praticar yoga:

  1. Ao praticar o uso da atenção no momento presente, fica-se mais consciente do corpo, da capacidade respiratória, da capacidade de correr com mais rapidez ou baixar um pouco o ritmo. A concentração no corpo permite escutá-lo e respeitá-lo. Saber escutar e respeitar é a forma mais eficaz de evitar lesões.
  2. O yoga combina ações ativas e passivas ao alongar, o que é uma maneira de ajudar a manter as lesões afastadas. O alongamento ativo é composto por asanas (posturas) que movem e esticam o corpo de forma dinâmica, como as “Saudações ao Sol”, por exemplo. A “Saudação ao Sol” cria calor e flexibilidade nos tecidos. Como estiramento passivo, entende-se saber manter a postura por um minuto ou mais de uma forma ativa, mas não tensa ou relaxada. Desta forma é possível incrementar a resistência muscular, a flexibilidade e o alongamento muscular.
  3. Cuidar dos pés sobretudo ao nível da flexibilidade e da postura dos mesmos. O pé deve apoiar-se corretamente (veja o artigo “As posturas de pé na prática do yoga”). Uma boa base plantar a correta mobilidade do pé, são a base perfeita para manter uma forma saudável de correr.
  4. Uma das coisas mais importantes a alongar são os isquiotibiais e toda a linha de tecido que está ao longo da parte posterior da anca. Também é importante o alongamento de toda a parte posterior da perna. O trabalho destas zonas vai permitir também uma boa base plantar. O yoga tem um conjunto de posturas que beneficiam exatamente este problema.
  5. Uma das causas mais comuns da dor no joelho em corredores é a irritação da banda iliotibial. Os músculos circundantes são a causa do problema. Na prática do yoga existem posturas que permitem trabalhar a ligação entre os isquiotibiais e a banda iliotibial, ultrapassando ou minorando este problema.
  6. Na prática de atividades físicas intensas é comum não ouvir a voz interior que diz para parar e terminar o esforço. Ouvir essa voz é fundamental para criar uma nova noção das potencialidades de cada um. O yoga ajuda pelo trabalho consciente do corpo a perceber de uma forma muito clara, quando se deve parar e quando se pode continuar. Toda a prática de yoga é sempre um desafio pessoal e individual. Com o desenvolvimento deste conhecimento, não só aprende a conhecer o seu corpo, como aprende a lidar com a dor de uma forma confortável, tornado a sua capacidade de prática longa e duradoura.
    Um corredor sabe que quando corre o corpo liberta endorfinas cuja ação é como um analgésico natural. Este processo pode mascarar o aparecimento de lesões ou doenças. Por isso é vital que os corredores desenvolvam a perceção relativamente ao seu corpo para ajudar a reconhecer os sinais para abrandar ou parar. Esta é muitas vezes uma das mais difíceis, mas uma das lições mais valiosas, que os atletas aprendem nas suas esteiras de yoga.
  7. O yoga possui uma série de posturas que imitam o passo de corrida. Praticando-as aprende-se a dominar a passada, a forma de colocar o pé no chão e a forma correta de colocar o corpo, para que exista equilíbrio e bem-estar no movimento. A noção do centro de gravidade no corpo ao longo do movimento e que pode ser aprendido através da permanência nas posturas, é um enorme aliado na correção postural enquanto se corre, distribuindo o peso do corpo de modo uniforme.
    As lesões crónicas podem eventualmente autocorrigir através de uma prática de yoga suave mas consistente. O corpo tem inteligência inerente para encontrar um estado de equilíbrio.
  8. Os corredores têm tendência em apenas se preocuparem com a manutenção da parte frontal do corpo. Mas cuidar, muscular, flexibilizar e alongar a zona posterior do corpo é igualmente importante. O yoga é uma atividade física que trabalha os músculos todos do corpo ao mesmo tempo e desta forma, todos os músculos são tidos em consideração quando se pratica uma postura.

Fontes de informação: http://www.yogajournal.com/tag/yoga-for-runners; https://www.ekhartyoga.com/programs/yoga-for-runners ; photo credits: http://www.otreino.com.br/artigos/

Alexandra Pereira

Sobre Alexandra Pereira

Alexandra Pereira é professora de yoga certificada pela Asociación Internacional de Profesores de Yoga Sananda (AIPYS). Acredita que a prática de yoga pode oferecer uma melhoria da condição física, mental e psicológica do praticante.