Dia Mundial do Cancro do Ovário celebra-se todos os anos a 8 de maio

Share on Facebook76Share on Google+0Tweet about this on Twitter

O Dia Mundial do Cancro do Ovário celebrou-se pela primeira vez a 8 de maio de 2012. Desde então, todos os anos as organizações do mundo inteiro dedicam o dia para melhorar a consciencialização e prevenir o risco do cancro do ovário.

Existe pouco conhecimento sobre os sinais e sintomas do cancro do ovário, o que contribui para que seja diagnosticado em fase tardia. Por isso, a taxa de sobrevivência do cancro do ovário é a mais baixa de todos os cancros que afetam as mulheres.

Os principais factos que todos devemos saber sobre o cancro do ovário são 5:

  1. Todas as mulheres correm risco de ter cancro do ovário.
    Anualmente quase 250.000 mulheres são diagnosticadas em todo o mundo e é responsável por 140.000 mortes por ano. Ao contrário de outros tipos de cancro, os países desenvolvidos e em desenvolvimento são igualmente afetados pela doença. É importante estar consciente dos sintomas, dos fatores de risco e dos antecedentes familiares, tanto do lado materno quanto paterno.
  2. Conhecer os sinais e os sintomas do cancro.
    Esse conhecimento permite que as mulheres recebam um diagnóstico antecipado e que a doença seja tratada mais facilmente. Fique vigilante, quanto aos sintomas abaixo indicados e se sentir frequentemente um ou alguns destes, fale com seu médico:
  • Aumento do volume abdominal / inchaço contínuo (não é inchaço casual)
  • Dificuldade em comer / sensação de enfartamento
  • Dor abdominal ou pélvica
  • Necessidade urgente e frequente de urinar
    Se bem que tais sintomas estejam muitas vezes associados a outros problemas correntes e menos graves. No entanto é sempre melhor investigá-los.
  1. O diagnóstico na fase inicial aumenta a probabilidade de sobrevivência da mulher
    Quando o cancro do ovário é detetado na fase inicial e está limitado ao ovário, até 90% das mulheres têm possibilidade de sobreviver por mais de cinco anos (período de tempo sobre o qual é calculada geralmente a sobrevivência da mulher quando o tratamento oncológico é avaliado). Uma mulher que apresente sintomas indicativos de cancro do ovário deve ser encaminhada diretamente para um especialista para obter um diagnóstico exato. Se lhe for diagnosticado cancro do ovário, a pessoa mais indicada para tratá-la é o ginecologista oncológico, médico especializado no tratamento oncológico.
  2. O cancro do ovário é muitas vezes diagnosticado em fase tardia ou avançada
    Muitas vezes, as mulheres adiam o momento de procurar ajuda porque pensam que os sintomas são causados pelo período menstrual, pela menopausa ou por algum alimento, confundindo com outras indisposições digestivos. Por isso, é útil fazer um diário dos sintomas.
  1. Muitas mulheres acreditam erradamente que o teste do Papanicolau (esfregaço cervical) deteta o cancro do ovário.
    Não é assim. O Papanicolau deteta alterações pré-cancerosas nas células do colo do útero.

Fonte da informação: http://ovariancancerday.org; Créditos imagem: http://ovariancancerday.org

 

Sofia Costa

Sobre Sofia Costa

Sofia Costa é licenciada em Nutrição Humana e Qualidade Alimentar da Escola Superior Agrária de Castelo Branco. No futuro, gostaria de integrar um projeto que ajudasse a combater a fome no Mundo. Colabora ativamente no Stop Cancer Portugal desde abril de 2014.