Quando tudo se desfaz

Vivemos tempos difíceis, diz-nos Pema Chodron.

Pressentimos a possibilidade de que venham a piorar. Ciente do pessimismo que nos paralisa, mas convicta de que é possível libertarmo-nos dele, a mais conhecida monja budista americana transmite neste livro os ensinamentos que décadas de estudo e meditação lhe trouxeram. São ideias simples, herdadas do Budismo Tibetano e aplicadas ao caos do nosso quotidiano. Ajudam-nos a encarar os nossos medos e a viver um presente escorregadio da única maneira possível: com o coração aberto a uma realidade tantas vezes povoada de ansiedades, ressentimentos e depressão. Ao promover o encontro com a nossa verdadeira natureza, a autora ajuda-nos a descobrir o “coração nobre” – um espaço longe da agitação do dia-a-dia onde nos podemos refugiar e sentir a alegria fundamental de estarmos vivos “quando tudo se desfaz”.

É sem sombra de dúvidas um contributo muito válido para a nossa saúde mental e consequentemente, para a nossa saúde em geral.

Fonte de informação: Chodron, Pema (1997). Quando tudo se desfaz. Lua de Papel

Rita Rosado

Rita Rosado nasceu em 1974 no Barreiro apesar de viver actualmente numa aldeia do Concelho de Tomar com a sua família. Licenciou-se em Psicologia Clínica pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa em 1997, é membro efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugu (...)