Em mês de prevenção, plante e colha pela sua mão!

Share on Facebook52Share on Google+0Tweet about this on Twitter

Outubro é o mês internacional para a prevenção do cancro da mama.

Fazer prevenção é antes demais organizar a vida de modo a seguir hábitos saudáveis e, estes, passam por adquirir novos comportamentos ou por recuperar hábitos antigos.

Plantar ervas aromáticas pode contribuir para começar a adotar um estilo de vida saudável. É uma atividade com duas vantagens: aproveita uma ferramenta terapêutica conhecida por hortoterapia e planta pequenas plantas que enriquecem nutricionalmente a culinária e melhoram o paladar de muitas receitas.

Por isso, neste espaço «+ saúde por metro quadrado» dedicado ao cultivo doméstico de plantas e ervas comestíveis, vamos recordar algumas plantas aromáticas importantes para ter o mais perto possível da sua cozinha. O manjericão, o tomilho, a salsa e a hortelã são quatro ervas essenciais numa culinária saudável. Pode cultivá-las separadas em quatro pequenos vasos ou apenas num só vaso, maior, ou ainda, arranjar tudo num canteiro.

Cultivar as suas próprias ervas aromáticas é uma alternativa mais ecológica, mais barata do que comprar no supermercado, que são distribuídos em pequenos invólucros de plástico e, por conseguinte, se estragam rapidamente.

Para além disso, plantar as nossas próprias plantas aromáticas é muito recompensador. Estamos a produzir os nossos próprios ingredientes, somos nós que cuidamos deles e seguimos o seu crescimento bem de perto, para depois ajudarem a transformar por completo o sabor das nossas refeições.

Estas ervas têm um modo de cultivo simples, cada uma com os seus benefícios, já referidos em textos anteriores disponíveis para consultar no arquivo “ +saúde por metro quadrado”. Estas ervas são ingredientes frescos, plantados por si e colhidos pela sua própria mão!

Catarina Santos

Sobre Catarina Santos

Catarina Santos é licenciada em Dietética pela Escola Superior de Saúde de Leiria. Interessa-se pela área das Tecnologias de Produção Animal e Vegetal e pela Nutrição.