Vencer o tabaco: o alerta da Manuela

Share on Facebook34Share on Google+0Tweet about this on Twitter

O meu relato é complicado, pois o final não é como os contos de fadas em que tudo acaba bem. No entanto, poderá servir de alerta para os que ainda não pararam de fumar.

 

Fumava três maços por dia. Achei que deveria reduzir, ao fim de muitos anos, para um maço e meio por dia.

 

Há 5 anos atrás tinha tido um cancro no útero pelo que fui operada, e, de seguida, fiz os respetivos tratamentos de quimio, radio e braquioterapia. Entretanto, fui realizando alguns TAC´s de acompanhamento. Passados 5 anos, recebi uma dolorosa notícia. É triste, é horrível, detetaram-me um cancro primário no pulmão direito. Nunca ouvi os conselhos da médica para deixar de fumar. Só tive coragem para reduzir. Grande feito!

 

Fui operada já lá vão 2 anos, retirei o pulmão direito, voltei aos tratamentos todos. Não desejo a ninguém o que é passar por tudo isto para chegar à recuperação. Nunca mais pensei em fumar um único cigarro. Tenho muita dificuldade em exprimir toda a minha experiência e  pelo que tenho passado. Tudo corre como previsto, mas viver só com um pulmão é horrível.

 

Mas porque não parei a tempo, porque não o fiz antes? Esta pergunta atormenta-me diariamente.

 

Que todos fumadores meditem sobre isto. Somos capazes desde que queiramos. Eu não fiz nenhum esforço para deixar de fumar, tive de passar por todo este tormento.

Maria Manuela Henriques

 

Sobre Stop Cancer Portugal

Estar informado sobre como prevenir o cancro é o primeiro passo para garantir uma vida plena de saúde. Está pronto para começar? Concentre-se na prevenção, é saúde a longo prazo.