Marinada de cerveja reduz compostos cancerígenos na carne grelhada na brasa

Share on Facebook509Share on Google+0Tweet about this on Twitter0

Os mestres dos grelhados sabem que uma bebida fresca é uma boa companheira do churrasco. Por isso, aqui está um pouco de ciência para comemorar!

Segundo um estudo recente publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry, marinar a carne em cerveja preta, reduz para metade o número de compostos potencialmente causadores de cancro, que se formam quando a carne é grelhada na brasa.

Marinada de cervejaO estudo começou como qualquer churrasco, com costeletas de porco, carvão e cerveja. Os investigadores marinaram as costeletas durante quatro horas, utilizando cerveja normal, cerveja sem álcool e cerveja preta. De seguida, acenderam o lume. Após o grelhado estar pronto, analisaram a presença de hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (HAPs) nas costeletas.

Verificou-se, então, que a cerveja preta foi a que originou um maior efeito na diminuição nos níveis de HAPs, em comparação com os níveis presentes na carne por marinar. Estes compostos cancerígenos que são formados quando a carne é grelhada, foram reduzidos até 50% nas costeletas de porco marinadas com cerveja preta. De acordo com os investigadores, a resposta parece estar na quantidade extra de antioxidantes que a cerveja preta possui.

Como os HAPs são formados com a ajuda de radicais livres, os antioxidantes podem ajudar a retardar esse processo.

Os HAPs são encontrados também nas carnes defumadas e têm a capacidade de aumentar o risco de alguns tipos de cancro, sobretudo o cancro do colo-retal.

Assim, se está mais consciente da importância da saúde, mas adora grelhados, uma simples marinada de cerveja pode deixá-lo ter o seu bife…e comê-lo grelhado!

Texto adaptado da Scientific American Magazine, abril 2014 em: http://www.scientificamerican.com/podcast/episode/meat-beer-marinade/?&WT.mc_id=SA_HLTH_20140408
Fonte de Imagem: http://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/jf404966w

Cristina Ferrão

Sobre Cristina Ferrão

Cristina Ferrão é licenciada em Nutrição Humana e Qualidade Alimentar na Escola Superior Agrária de Castelo Branco. Acredita na divulgação do conhecimento com bases científicas, como meio de promover a saúde e ajudar a população a adotar um estilo de vida saudável.