Verdadeiros Ursos: a realidade dos factos sobre os refrigerantes!

Share on Facebook470Share on Google+0Tweet about this on Twitter

Esta é uma história contada por uma família de ursos mas conta também a história de milhões de famílias espalhadas pelo mundo inteiro.

Veja e ajude a partilhar os verdadeiros factos sobre os refrigerantes e outras bebidas açucaradas que, ingenuamente, muitos de nós ignoram e selecionam para os lanches dos mais novos.

Se tem por perto adolescentes dê a ver este pequeno filme, para que tomem consciência dos malefícios deste tipo de bebidas e possam ser mais criteriosos com as suas próprias escolhas.

A investigação tem provas científicas da relação direta entre consumo frequente de refrigerantes e a obesidade, o que promove a diabetes, a doença cardíaca, o acidente vascular cerebral, e muitos outros problemas de saúde.

O consumo de refrigerantes deve ser ocasional e nunca devem substituir a água e o leite, bebidas fundamentais na alimentação saudável.

Os factos

  1. Os refrigerantes e as bebidas açucaradas são uma das maiores fontes de calorias na alimentação (Dietary Guidelines for Americans, 2010).
  2. Beber um refrigerante todos os dias aumenta o risco de obesidade nas crianças em 60% (The Lancet, 2001).
  3. Beber diariamente uma ou duas bebidas açucaradas aumenta o risco de diabetes tipo II em 25% (Diabetes Care,2010).
  4. A diabetes pode levar à disfunção eréctil (Current Diabetes Report, 2005).
  5. A diabetes é a causa de mais de 60. 000 amputações por ano (U.S. Centers for Disease Control).
  6. Os açúcares e os ácidos dos refrigerantes promovem a cárie dentária (Surgeon General’s Report on Oral Health, 2000).
Margarida Vieira

Sobre Margarida Vieira

Margarida Vieira é nutricionista e doutorada em Estudos da Criança na especialidade de saúde infantil pela Universidade do Minho. Os seus interesses de investigação estão centrados na promoção e comunicação para a saúde e na prevenção do cancro. Autora e fundadora do Stop Cancer Portugal - adotar um estilo de vida saudável.