Segurança de medicamentos no domicílio

Share on Facebook64Share on Google+0Tweet about this on Twitter

medicamentosQuase todas as casas das famílias portuguesas possuem uma pequena farmácia, um espaço onde colocam os medicamentos que poderão vir a necessitar de tomar em SOS ou sobras de medicamentos de tratamentos efetuados anteriormente.

Guardados em armários ou em gavetas, existem regras que são fundamentais para a prevenção de acidentes e preservação dos medicamentos.

As crianças apresentam uma curiosidade própria da sua idade e estádio de desenvolvimento, pelo que, por vezes os medicamentos se tornam alvo dessa curiosidade não só devido às suas cores como pela sua forma muitas vezes atrativa.

Também os idosos, com queixas frequentes provocadas pelo desgaste e por doenças adquiridas ao longo da sua vida sentem necessidade de tomar medicamentos com o objetivo de resolver o seu problema.

Por todos estes motivos, o armário de medicação pode tornar-se um alvo de interesse para as pessoas destas duas faixas etárias, tornando-se perigoso e por vezes fatal.

Torna-se assim necessário adquirir medidas de prevenção, sendo de importância fundamental que o armário de medicação se encontre localizado fora do alcance das crianças ou idosos e preferencialmente fechado com chave.

Não menos importante é a relação entre os medicamentos e a sua preservação.

Todos os medicamentos têm na sua embalagem referência à sua validade, razão pela qual é fundamental a preservação da referida embalagem de origem, assim como da bula, o folheto com informações que acompanha sempre os medicamentos.

Conselhos para guardar medicamentos em segurança

Quando se verifica que os medicamentos não estão dentro do prazo de validade ou encontram-se com alterações na sua coloração ou aspeto, estes devem ser rejeitados/entregues na farmácia.

Para que a preservação dos medicamentos seja eficaz, existem também cuidados específicos a ter, relacionados com a sua localização como: não colocar o armário em locais húmidos (cozinha ou casa de banho), com temperaturas elevadas ou exposto ao sol, uma vez que todas estas condições isoladas ou em combinação contribuem para a deterioração dos medicamentos.

É importante lembrar que existem alguns medicamentos, nomeadamente antibióticos e vacinas que necessitam do frio para sua conservação, devendo estes ser colocados no frigorífico distantes do congelador e sempre na sua embalagem de origem, no entanto, antes de tomar estas medidas deve-se sempre ler o folheto informativo.

Cumprindo estas medidas todos nós conseguiremos preservar a segurança dos medicamentos e dos seus utilizadores.

Ana Paula Figueiredo

Sobre Ana Paula Figueiredo

Ana Paula Figueiredo é enfermeira especialista em Saúde Mental e Psiquiatria pela Escola Superior de Enfermagem do Porto. Exerce a sua atividade profissional na área da oncologia, no Porto. É autora de histórias infantis na área da educação para a saúde.