Cebolas: plantar e chorar por mais!

Share on Facebook47Share on Google+0Tweet about this on Twitter

Com a crise global que estamos a viver, o Natal não será o mesmo, mas ainda assim podemos ver a situação com outra perspetiva: a positiva.

Que tal usar uma mistura de terra, que simboliza a fertilidade, com uns pozinhos de criatividade que oferecem muitas vezes um novo olhar, uma nova forma e ideias novas?

A equipa “+ Saúde por Metro Quadrado” pensou em deixar esta ideia no ar, online, e se lhe parecer interessante, coloque-a em ação. Depois conte-nos o resultado, gostávamos de saber!

A nossa sugestão é a de preparar uma prenda para a família, amigos, colegas, cultivando cebolas em pequenos vasos para oferecer.

Enquanto prepara um espaço na sua pequena horta para cultivar algumas cebolas, aproveita e planta mais cebolas em vasos individuais. Pode mesmo comprar sementes de variedades diferentes de cebola para ver o resultado em 2013 da cultura natalícia.

A cebola adapta-se a quase todos os tipos de solo. É um hortícola de grande valor nutricional. Composto maioritariamente por água, possui substâncias bioativas, os flavonóides, entre eles estão as antocianinas, responsáveis por conferir cor vermelha e púrpura, para além da quercetina e do kaempferol. É importante referir que a maioria dos flavonóides tem atividade antioxidante, isto é, são capazes de eliminar os radicais livres que estão em constante formação no organismo devido às mais diversas reações químicas produzidas.

A cebola é também rica em vitamina C e fornece pequenas quantidades de outros micronutrientes: vitamina B6, ácido fólico, manganésio e fibras dietéticas.

Como cultivar cebolas?

Vamos então preparar a horta para o cultivo das novas cebolas de 2013:

  1. Plante as sementes das cebolas diretamente no local de cultivo, em 2 a 4 linhas por vaso e/ou por metro quadrado. E coloque uma semente em cada vaso para oferta individual;
  2. Fertilize a cultura com 11,6 g de nitrogénio (N), 5 g de anidrido fosfórico (P2O5), 15 g de óxido de potássio (K2O) e 3 g de enxofre (S). Poderá adquirir estes compostos, individualmente, numa loja de agricultura;
  3. Regue a cultura regularmente, sempre que detetar que a terra está mais seca de modo a evitar que a cultura entre em stress hídrico. Embora a cebola seja uma cultura que suporta longos períodos de seca, é preciso ter atenção à quantidade de água durante o período de desenvolvimento do bolbo;
  4. A colheita das cebolas consoante as variedades, pode efetuar-se de 65 a 160 dias após a plantação, isto é quando as plantas apresentarem as folhas tombadas, com a folhagem amarelecida, a murchar e a quebrar pela base. Os bolbos da cebola devem estar sãos, sem humidade exterior anormal, e sem cheiros estranhos;
  5. Após a colheita, os bolbos devem ser colocados num local fresco e seco.

Depois da preparação e plantação dos vasos que vai oferecer, utilize as indicações anteriores para compor pequenos cartões de natal que acompanharão o seu presente: um vaso com uma futura cebola pronta para nascer e com os devidos cuidados a ter.

Já pensou que é um primeiro passo para motivar os seus familiares e amigos a, também eles, organizarem uma pequena horta em suas casas?

Cultivadas e cuidadas por todos, as futuras cebolas vão dar que falar. E vão chorar por mais!

Referencias: Alberto Gardé, Nydia Gardé. Culturas Hortícolas Nova Colecção Técnica Agrária. Vol. I. Lisboa: Clássica Editora, 1988.;Almeida, Domingos. Manual de Culturas Hortícolas. Vol. II. Lisboa: Editoral Presença, 2006.;Ministério da Agricultura, do desenvolvimento Rural e das Pescas. Produção Integrada em Hortícolas. 2007. http://www.gpp.pt/ProdI/Prodi_aliaceas.e.asparagaceas.pdf (acedido em 6 de Dezembro de 2012).

 

Catarina Santos

Sobre Catarina Santos

Catarina Santos é licenciada em Dietética pela Escola Superior de Saúde de Leiria. Interessa-se pela área das Tecnologias de Produção Animal e Vegetal e pela Nutrição.