Hoje mulheres e homens deviam vestir cor-de-rosa

cancro-da-mamaHoje mulheres e homens deviam vestir cor-de-rosa para ninguém esquecer da importância de prevenir o cancro da mama.

As previsões apontam: 1 em cada 8 mulheres irá desenvolver cancro da mama em algum momento durante a sua vida. Os homens também podem ser afetados, mas com uma incidência muito menor, com um risco de 1 para 1000.

E é a partir de hoje que mulheres e homens deveriam adotar 4 medidas simples para reduzir o risco do cancro da mama, ajudando a proteger a sua saúde.

  1. Vigie o seu peso. O excesso de peso ou a obesidade aumenta o risco, sobretudo após a menopausa. O tecido adiposo é a principal fonte de estrogénio em mulheres pós-menopausa e não os ovários. Quanto mais tecido adiposo mais estrogénio para estimular o crescimento do cancro da mama. Assim, se já tem um peso saudável, ótimo! Se tem quilos a mais, livre-se deles! Um objetivo fácil para começar é tentar perder 5% a 10% desse peso, de preferência durante 6 meses. Para a maioria das mulheres isto significa perder apenas meio quilo por semana.
  2. Exercite-se com regularidade. Muitos estudos revelaram que o exercício é saudável para os seios. Um estudo evidenciou que as mulheres que fizeram menos de 75-150 minutos por semana de caminhada rápida apresentaram uma diminuição do risco de desenvolver cancro da mama em cerca de 18%. Incrementar a atividade física diária pode contribuir ainda mais para reduzir esse risco. A recomendação da American Cancer Society (ACS) é de 150 minutos de atividade moderada ou 75 minutos de atividade vigorosa, divididos ao longo da semana. Ou uma combinação de ambos.

    Clique para aumentar
  3. Limite o consumo das bebidas alcoólicas. As mulheres que ingerem duas ou mais bebidas alcoólicas por dia têm um risco aumentado de cancro da mama em  1 ½ vezes em relação às mulheres que não bebem nada. Isto não significa que não se possa desfrutar de um copo de vinho ao jantar. A recomendação da ACS é de uma bebida por dia para as mulheres e duas para os homens. A quantidade deve respeitar o teor alcoólico das bebidas conforme indicações na imagem.
  4. Evite a terapêutica hormonal de substituição. A terapêutica hormonal de substituição permitiu suavizar ou anular os sintomas incómodos da menopausa, como os suores noturnos e os fogachos. Porém, em 2002, os investigadores encontraram efeitos secundários nesta terapêutica. Isto é, as mulheres pós-menopausa que tomavam uma combinação de estrógeno e progesterona ficam propensas a desenvolver cancro da mama, além de outros problemas. O risco de cancro de mama parece voltar ao normal depois de 5 anos após a interrupção da combinação de hormonas. O estrogénio isolado parece não aumentar o risco de cancro da mama, embora possa potenciar outros problemas de saúde.
    Deve conversar com o seu médico sobre todas as opções para controlo de sintomas da menopausa, os riscos e benefícios de cada uma. Se decidir fazer terapêutica de substituição, o melhor será a menor dose e pelo mais curto tempo possível.

Texto adaptado de American Cancer Society em http://www.cancer.org/cancer/news/four-ways-to-reduce-your-breast-cancer-risk ; Gethins M. Breast cancer in men. J Natl Cancer Inst. 2012 Mar 21;104(6):436-8.

Margarida Vieira

Sobre Margarida Vieira

Margarida Vieira é nutricionista e doutorada em Estudos da Criança na especialidade de saúde infantil pela Universidade do Minho. Os seus interesses de investigação estão centrados na promoção e comunicação para a saúde e na prevenção do cancro. Autora e fundadora do Stop Cancer Portugal - adotar um estilo de vida saudável.