Allioli: a versão catalã.

allioliVoltar a casa depois das férias, com influências dos hábitos e costumes da região onde se esteve, acontece a todos.
E a gastronomia é o elemento tangível da cultura de um país ou província que mais perdura na memória; acontece que pode mesmo ficar para sempre e associada a dias relaxantes e descontraídos, como preferencialmente devem ser, esses dias de férias cobiçados e rigorosamente contados por todos.

Um bom exemplo disso é o allioli.

Allioli é a designação, em versão catalã, de um molho tão simples quanto saudável. Feito à base de muito alho, uma quantidade suficiente de azeite e uma pitada de sal marinho, recorre-se a um almofariz e um pilão acompanhado por uma dose de 2 minutos de paciência.

Esta forma de combinar o alho e o azeite pode ser muito útil para melhor apreciar alguns tipos de carnes e peixes grelhados, até mesmo legumes grelhados, o que pode ser mais uma alternativa para inserir mais vegetais na alimentação.

Depois da primeira tentativa com allioli adapte ao seu gosto e da sua família a quantidade mais adequada de dentes de alho.

Misturar alho ao azeite é um clássico das culturas gastronómicas do mediterrâneo e, cada qual, à sua maneira, dá um contributo para que prevaleça a tradição da dieta mediterrânea, proporcionando também benefícios nutricionais associados a estes alimentos, hoje comprovados cientificamente na redução do risco de cancro e das doenças cardiovasculares.

A atividade anticancerígena do azeite e do alho foram temas já abordados neste espaço em rubricas separadas, mas é sempre bom lembrar as suas qualidades terapêuticas e a sinergia nutricional que é possível obter para a prevenção das principais doenças crónicas que afetam globalmente a raça humana.

Vamos experimentar?
Comece por aqui, veja como se faz.

Fonte de Informação: www.stopcancerportugal.com

Margarida Vieira, nutricionista, licenciada em Ciências da Nutrição (FCNAUP-1991), mestre em Nutrição Clínica (ISCSEM-2008). Doutorada em Estudos da Criança, na especialidade de saúde infantil pela Universidade do Minho. Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas com a cédula profissional nº 0052N. Investigadora na Fundação para a Ciência e Tecnologia (2011-2015). Membro do Centro de Investigação em Estudos da Criança – CIEC. Desenvolve a sua atividade na Investigação e na área da Nutrição Clínica. É autora e coordenadora de projectos de prevenção primária na área da saúde, bem como na organização e dinamização de seminários sobre hábitos alimentares saudáveis, predominantemente em ambiente escolar. Os seus atuais interesses de investigação, são no domínio da promoção e da comunicação para a saúde, na prevenção do cancro e de outras doenças crónicas. Responsável pela conceção e coordenação de campanhas para a prevenção do cancro. Trabalhou no Marketing Farmacêutico e especializou-se em Gestão e Comunicação da Marca (IPAM – 2003). Autora e fundadora do Stop Cancer Portugal, adotar um estilo de vida saudável. Usa o novo acordo ortográfico. Margarida Vieira, nutritionist, is PhD in Child Studies of the University of Minho. Member collaborator of the Research Centre for Child Studies - CIEC. 
She is author and coordinator of projects for primary prevention in health care as well as in the organization and promotion of workshops on healthy eating habits in the schools. Her current research interests are cancer prevention and other chronic diseases and health communication.
 Responsible for the design and coordination of the awareness of campaigns for the prevention of cancer. Worked in Pharmaceutical Marketing and specializes in Brand Management and Communication. Author and Founder of Stop Cancer Portugal Project.