Prémio de Jornalismo Novartis Oncology: “A luta para salvar Safira”

Share on Facebook26Share on Google+0Tweet about this on Twitter0

A Luta para Salvar Safira - Capa VisãoEm Outubro de 2011 a SIC em conjunto com a revista VISÃO divulgaram a reportagem “A luta para salvar Safira, a qual conta a história de uma família que recusou o tratamento de uma criança de quatro anos, com quimioterapia, contra a decisão médica e do tribunal. A família de Safira procurou um tratamento alternativo na expectativa da cura integral do tumor renal que afectava a pequena Safira, actualmente com seis anos. A menina está ser tratada com uma vacina criada a partir da mais recente investigação sobre a forma como as células dendríticas activam o sistema imunitário, a qual conduziu à atribuição do último nobel da medicina ao canadiano Ralph Steinman, em 2011. Paralelamente, a família segue orientações nutricionais rigorosas baseadas nas orientações do neurocientista David Servan-Schreiber, publicadas no seu conhecido livro: “Anti-cancro.

A importância da divulgação desta história residiu na oportunidade única que gerou para levar a sociedade em geral a debater o modo como em Portugal são decididas as terapêuticas para menores com cancro e consequentemente sobre a consideração a dar ao acesso a terapêuticas alternativas. O papel decisivo da nutrição no tratamento de doentes com cancro também é enfatizado nesta reportagem.

O Prémio de Jornalismo Novartis Oncology, instituído desde 2006, visa distinguir os melhores trabalhos jornalísticos sobre cancro, nas categorias de imprensa, televisão e rádio – contribuindo, desta forma, para uma melhor informação à população, quer sobre a doença, quer sobre as terapêuticas capazes de prolongar e melhorar a qualidade de vida dos doentes oncológicos. A 6º edição deste prémio atribuiu uma menção honrosa à grande reportagem SIC: “Safira” e o prémio Imprensa à Jornalista Patrícia Fonseca, da revista Visão pela reportagem: “A luta para salvar Safira”.

Rita Rosado

Sobre Rita Rosado

Rita Rosado licenciou-se em Psicologia Clínica pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa (1997). Concluiu o Mestrado em Ciências da Educação – Formação de Adultos em 2007. Trabalha na área de Orientação Profissional e o seu interesse pela problemática da prevenção do cancro aprofundou-se após a experiência que vivenciou enquanto familiar de doentes de cancro.