Concerto de Primavera: sinfonia de vegetais

primaveraCelebrar a chegada da Primavera com um concerto é sempre uma boa ideia.

Os músicos têm muito o hábito de dar as boas vindas à nova estação, um novo ciclo da natureza, com os seus trechos musicais, resultando numa consonância de sons instrumentais e vozes.

Mas nós também podemos colaborar e festejar este acontecimento, mas aqui diariamente e  para bem da saúde. Podemos organizar uma combinação de alimentos, próprios e característicos da estação da Primavera e compor uma autêntica “sinfonia” melodiosa e que vulgarmente chamamos de alimentação saudável. Um concerto de muitos alimentos de origem vegetal: fruta e legumes.

Nesta altura é possível reunir muitos alimentos, frescos e da época, sem recorrer aos processos de refrigeração ou mesmo a outros, bem mais complicados e que só os deterioram. Hoje em dia, em Portugal, ainda é possível comer estes alimentos muito mais nutritivos e saborosos!

Por outro lado, sabe-se que a combinação diária em quantidades adequadas destes alimentos de origem vegetal desenvolve uma “sinergia nutricional”, como que se tratasse de uma cooperação entre os alimentos, um conceito moderno que está a ser estudado. Através da fruta e dos legumes torna-se possível o transporte de nutrientes básicos, como as vitaminas, os minerais, as fibras e os fitoquímicos; só com estes nutrientes básicos é que se consegue assegurar a diversidade e a quantidade na alimentação, para que esta seja considerada saudável.

Veja como é tão completa a lista da Primavera ao longo dos seus 4 meses. Todos os produtos são frescos, sem necessidade de passar por arcas frigoríficas, que reduzem o potencial nutritivo: alho-francês, nabiças, couve-de-Bruxelas, agriões, brócolos, clementinas, ervilhas, alhos, couve-flor, alcachofra, morangos, ameixas, cerejas, batatas e banana, sempre na época.

Tem sido objetivo desta rubrica dar-lhe a conhecer novas facetas da qualidade nutricional de diferentes alimentos, sobretudo de origem vegetal, e lançar o desafio para que não os ignore e que tenham o seu lugar nas várias refeições. É importante contrariar a tendência crescente na população portuguesa em fazer desaparecer, da refeição do almoço e do jantar, os alimentos que são protetores de doenças, mas também dos lanches, pequenas refeições fundamentais para encontrar o equilíbrio nutricional e a saúde.

Não comprometa a sua saúde com caprichos. Aproveite o poder da Primavera!

Referencias: Jacobs DR Jr, Steffen LM. Nutrients, foods, and dietary patterns as exposures in research: a framework for food synergy. Am J Clin Nutr. 2003;78(3 Suppl):508S-513S.

Margarida Vieira

Margarida Vieira, nutricionista, licenciada em Ciências da Nutrição (FCNAUP-1991), mestre em Nutrição Clínica (ISCSEM-2008). Doutorada em Estudos da Criança, na especialidade de saúde infantil pela Universidade do Minho. Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas com a cédula profissional n (...)