Alface, a salada da casa

Será fácil plantar uma alface? Irá ver que sim!

A textura característica da alface e o espectro de cores, variam desde o verde-amarelado até ao verde-escuro ou roxo, de acordo com as inúmeras variedades que existem.

Cada variedade é específica para cada época do ano ou zona do país, de estufa ou ao ar livre, e são necessários alguns cuidados básicos. Esses cuidados passam por mobilizar, nutrir e regar o terreno e o vegetal para uma boa colheita.

As alfaces para a cultura ao ar livre são do tipo de folha crespa, lisa, repolhudo e tipo romano.

alfaces

Todas elas preferem uma boa exposição ao sol e solos bem drenados, ou seja, devem ser bem arejados, facilitando assim a deslocação e escoamento da água durante a rega. Como foi referido na primeira rubrica, o terreno deve ter presente nutrientes como o azoto, o fósforo e o potássio. Há adubos com estes três compostos. Assim, deve aplicar o adubo para nutrir o solo, com cerca de 80 g por metro quadrado ou 8 g por cada vaso.

Esta espécie hortícola exige uma humidade constante do solo ou substrato, por isso aconselha-se a rega diária no período de crescimento, evitando regar em cima das plantas. Pode sempre avaliar se o substrato tem humidade ao nível das raízes introduzindo o dedo indicador no mesmo e sentindo o seu teor em água.

A qualidade e quantidade da colheita melhoram em larga medida com aplicações semanais de 14 a 17 litros de água para um metro quadrado ou 4 a 7 litrospara um vaso, sempre que o tempo decorre seco. Já  a alface de Inverno não necessita de regas.

A alface que é cultivada entre os meses de Março até Junho ou Julho/Agosto é designada por alface de Verão.

As alfaces selecionadas para este período dependem do gosto do produtor e do clima do local de sementeira. Ainda assim, salienta-se a variedade designada por “Maravilha das 4 estações”, que pode ser obtida através da aquisição de sementes desta variedade vegetal em locais de venda próprios.

Plantar, cuidar e colher uma alface de Verão

Agora, siga quais os passos a dar para que possa colher e provar as suas alfaces de Verão.

1.    Prepare a terra antes de semear, conforme foi descrito na primeira rubrica. Para isso utilize o ancinho. Com ele vai reorganizar o terreno abrindo os regos onde vai colocar as sementes.

2.    Os regos devem ter 1,2 a 1,3 cm de profundidade. É conveniente uma distância entre cada rego de cerca 25 cm. Coloque as sementes, cubra os regos com terra, e está feita a sementeira das suas primeiras alfaces.

3.    A germinação é a primeira fase do ciclo vegetativo de uma planta, que ocorrerá pela acção do sol. Esta fase é detetada pela emergência de folhas num pequeno caule curto e branco.  Este período é geralmente muito curto e em 8 dias tem os primórdios das suas alfaces.

4.    A colheita é feita na época de formação do repolho, nas alfaces  em que este se forma, ocorre na sua maioria 3 meses após a sementeira.

5.    Deve regar de manhã, se possível, em dias com sol, para que as folhas estejam secas pelo anoitecer, isto porque as alfaces que ficam molhadas durante a noite tornam-se menos resistentes a doenças, pragas e outros agentes externos prejudiciais à cultura.

6.    A colheita é feita na época de maturação, a última fase do ciclo vegetativo de uma planta, que decorre de Junho a Outubro. Ou seja, a maturação deste hortícola, conforme determinados efeitos climatéricos (temperatura, precipitação, insolação, vento) demora sensivelmente cerca de 3 meses.

7.    Para manter a qualidade é necessário ter em atenção  certos procedimentos de colheita, como:

  • Colher nas horas de menos calor
  • Com a ajuda de uma faca bem afiada, cortar o pé da alface pela sua base
  • Manusear a parte superior das alfaces com cuidado
  • Depois de cortadas, colocar as cabeças para baixo, com o corte virado para cima para não sujar as alfaces com solo e lavá-las com água corrente escorrendo o excesso
  • Depois de fazer uma salada fresca com a alface que criou, se restarem folhas,  mantenha-as no frigorífico em temperatura de refrigeração, entre 0 a 2º C para preservar  a qualidade deste hortícola.

Além de todos os nutrientes essenciais que a alface transporta pode assim cumprir um princípio básico da alimentação saudável: acompanhar a refeição principal do almoço ou do jantar com uma salada fresca. E poderá dizer: é salada da casa. A sua salada é genuína e produzida completamente por si.

Referências: Acquaach, G.2005. Horticulture. Principles and practices. Pearson, Prentice Hall, New Jersey, pp822; Preece, J. & Read, P. 1993. The Biology of Horticulture. John Wiley & Sons, Inc., New York, pp 488;Ciufolini, C. 1998. Como cultivar a sua horta. Editoral presença, Lisboa, pp 247;Tassinari, G., 1976. Manuale Dell’agronomo. Ramo Editoriale degli agricoltori, Roma, pp 3237; Almeida, D. 2006. Manual das culturas Hortícolas, Vol I, Editoral Presença, Lisboa.; Biggs, T. (1980). Culturas Hortícolas , horticolas para saladas, couves e nabos, horticolas para aproveitamento de caules, vagens, raizes e frutos, plantas condimentares (37 010/3885 ed., Vol. 10). (F. L. Castro, Ed., & E. a. Ripado, Trad.) Publicações Europa-América , Colecção EUROAGRO. pp 58- 64;

Catarina Santos

Catarina Santos, natural de Alpedrinha (Fundão), licenciada em Nutrição Humana e Qualidade Alimentar (ESACB-2012), atualmente, frequenta a licenciatura de Dietética na Escola Superior de Saúde de Leiria. Interessa-se pela área das Tecnologias de Produção Animal e Vegetal e pela Nutrição ma (...)