Cinco novos perigos escondidos da obesidade

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on Twitter

obesidade

A conceituada revista Scientific American publicou, este mês, um artigo que revela cinco novos perigos escondidos associados ao excesso de peso e à obesidade.

É do conhecimento comum que a obesidade coloca qualquer indivíduo em maior risco de sofrer de doenças cardíacas, acidente vascular cerebral e diabetes quando o excesso de peso atinge mais de 20 % do peso considerado normal.

Como se todos estes problemas não bastassem, a investigação vem ainda confirmar que o excesso de peso também afeta a saúde mental, ao agravar a depressão e a doença de Alzheimer, a saúde sexual e reprodutiva e a qualidade de vida diária, sobretudo para os que estão a envelhecer. Os cientistas acreditam que cerca de 25% de alguns tipos de cancro – incluindo o cancro do colon, do rim e do esófago – são despoletados pela obesidade e pela inatividade física.

A lista dos cinco novos perigos da obesidade:

  • Azia: um estudo de 2005 com 450 indivíduos mostrou que os adultos obesos têm 2,5 vezes mais a possibilidade de ter azia quando comparados com indivíduos de peso normal. Uma explicação possível é que a gordura visceral poderá empurrar o estômago para dentro da cavidade torácica.
  • Esforço respiratório: a gordura visceral que envolve os órgãos é mais perigosa que a gordura subcutânea; a gordura visceral pressiona o diafragma, o que limita a respiração, fazendo com que os pulmões tenham dificuldade em se expandir.
  • Articulações dolorosas: o peso adicional acumulado sobrecarrega em particular os joelhos, provocando dor e diminuindo a sua capacidade de mobilização.
  • Depressão: pelo menos uma dúzia de estudos sugere que a obesidade pode ser uma causa importante de depressão, possivelmente devido à combinação de fatores fisiológicos e do estigma social. Observou-se que os neurónios da região do córtex cerebral se apresentavam atrofiados e com deformação.
  • Disfunção sexual: as células adiposas libertam substâncias inflamatórias que conseguem danificar os feixes nervosos do pénis e atacam os vasos sanguíneos do clitóris levando à incapacidade de sentir prazer na relação sexual.

Texto adaptado da Scientific American Magazine, Janeiro 2012 em:
http://www.scientificamerican.com/article.cfm?id=five-hidden-dangers-of-obesity

Margarida Vieira

Sobre Margarida Vieira

Margarida Vieira é nutricionista e doutorada em Estudos da Criança na especialidade de saúde infantil pela Universidade do Minho. Os seus interesses de investigação estão centrados na promoção e comunicação para a saúde e na prevenção do cancro. Autora e fundadora do Stop Cancer Portugal - adotar um estilo de vida saudável.