Apple day: um dia para Portugal

Share on Facebook60Share on Google+0Tweet about this on Twitter

apple dayHoje é o dia da maçã. É um dia popular, pelo menos para os nossos parceiros ingleses e norte-americanos.

Há um grande rodopio neste dia porque são muitas as actividades criativas organizadas sob a égide da maçã. Degustam-se muitas maçãs, compram-se diferentes cultivares, e tudo isto para se chegar ao mais interessante que este dia tem: todos oferecem a todos, maçãs. É um dia perfeito!

O primeiro apple day deu-se em Londres precisamente no dia 21 de Outubro, há mais de 20 anos atrás. Desde aí, anualmente, centenas de eventos se realizam em torno do que a maçã representa, símbolo da diversidade na natureza e na genética, bem como do património cultural. Há também a preocupação da preservação dos pomares, pela sua contribuição na conservação do lugar de origem das variedades de maçã, mas também pela sustentabilidade da biodiversidade que alojam. Há cerca de 7500 variedades de maçã a crescer nos pomares dispersos por esse mundo fora. É um autêntico labirinto biológico para percorrer e descobrir.

Para os que defendem activamente a promoção da saúde, e que na realidade trabalham para esse objectivo, não pode haver melhor dia. Em Portugal já há alguns especialistas de várias áreas, nutricionistas, agrónomos, engenheiros e experts em hortifruticultura, produtores, biólogos, investigadores, professores, educadores e psicólogos, que começam a pôr pés a caminho para unir forças neste sentido.

Um dia como este, aqui em Portugal, e também poderia ser um dia perfeito: mais e melhor fruticultura, incluindo uma lista completa de maçãs; ideias verdadeiramente criativas, sem serem copiadas e carregando plágios; mais informação de qualidade, rigorosa. Tudo isto gerido por especialistas das respectivas áreas que saibam o que estão a fazer e sem exaltar marcas, cujo objectivo é estritamente comercial.

A maçã é, actualmente, alvo de numerosas investigações. Todos os meses saem novas informações, em revistas científicas, sobre os benefícios e potenciais funcionalidades da maçã na promoção da saúde.

Ainda este ano, a revista Nutrition and Cancer publicou um estudo, em animais, sobre o efeito da maçã fresca nas alterações pré-neoplásicas dos focos de criptas aberrantes do carcinoma do cólon, evidenciando diminuição significativa da ocorrência destas alterações. A capacidade de uma substância em inibir a proliferação de células cancerígenas é um indicador do seu potencial anticancerígeno; aliás, é considerada como um factor-chave na prevenção do cancro, porque há um equilíbrio entre a proliferação e a morte das células tumorais.

Juntemo-nos então aos que defendem, na Europa, o dia da maçã. Eles têm boas maçãs e nós também. Algumas são exclusivas de Portugal e são únicas, como a Bravo de Esmolfe, tratada neste espaço, há um ano atrás.

Memorize o meu lema: uma maçã por dia não pode faltar! E, se não for ao lanche, não se esqueça, é ao jantar.

Referências: Morten Poulsen, Alicja Mortensen, Mona-Lise Binderup, Søren Langkilde, Jaroslaw Markowski & Lars Ove Dragsted (2011): The Effect of Apple Feeding on Markers of Colon Carcinogenesis, Nutrition and Cancer, 63:3, 402-409; http://www.england-in-particular.info/appleday/a-hist.html 

Margarida Vieira

Sobre Margarida Vieira

Margarida Vieira é nutricionista e doutorada em Estudos da Criança na especialidade de saúde infantil pela Universidade do Minho. Os seus interesses de investigação estão centrados na promoção e comunicação para a saúde e na prevenção do cancro. Autora e fundadora do Stop Cancer Portugal - adotar um estilo de vida saudável.