Mãe! Bola, ali!

Bolas de Berlim

“Mãe! Bola, ali!” – dizia um dos miúdos do guarda-sol vizinho ao meu. Estavamos numa pequena praia do barlavento algarvio para onde vou, por esta altura, há mais de 20 anos.

O miúdo não se referia a uma simples bola, daquelas que nos fazem correr, saltar e pular para a apanhar. Todos os dias, a praia inteira esperava ansiosamente pelo homem das Bolas de Berlim. Nunca antes tinha visto nada assim na “minha” praia. Sabia-se logo onde parava o homem que as vendia porque, à sua volta, juntavam-se às 4 e 5 pessoas e, por vezes, mais.

Nos oito dias em que estive por lá, este ano, houve quem comesse religiosamente todos os dias uma Bola de Berlim. Isto é, em 8 dias devoraram 8 bolas. E se os dias de férias tiverem sido mais? Será que foram tantas bolas quantos os dias de férias?

Quem as comeu e cumpriu o ritual diário da Bola, sobrecarregou o corpo de açúcar, farinha e gordura. São estes os ingredientes das Bolas de Berlim, porque é disto que é feita a maioria dos bolos.

De acordo com a consulta da Tabela de Composição Nutricional da Faculdade de Motricidade Humana, comer uma só Bola de Berlim, com um peso médio de 88 gramas, significa ingerir 351 calorias e 19,3 gramas de gorduras, das saturadas, as responsáveis por elevar o colesterol.

Feitas as contas, só em “bolas” naqueles 8 dias, o saldo poderá ter atingido as 2800 calorias com 154 gramas de gordura a acompanhar. E isto sem contar com outros potenciais disparates associados, mas todos eles ilibados pela popular desculpa: oh! Deixa lá! Estou de férias!

Tiram-se férias para descansar da rotina e, afinal de contas, não se dá folga ao corpo. Em vez disso, dão-se bolas para o sistema digestivo tratar de arranjar e encontrar espaço para alojar mais uns quilos.

Confesso, também eu não resisti a prová-las, mas fiz uma média razoável: em oito dias de praia, comi uma bola. Foi bom, fiquei satisfeita e chegou para estas férias!

Todo este cenário fez-me pensar que, por outro lado, durante aqueles oito dias não ouvi: Mãe! Fruta agora!

As frutas também são doces, oferecem benefícios nutricionais, e em matéria de saúde põem qualquer bolo a um canto.

Fontes de Informação: http://sm.vectweb.pt/media/98/File/Recursos/Tabela_Composicao_Alimentar.pdf

Margarida Vieira, nutricionista, licenciada em Ciências da Nutrição (FCNAUP-1991), mestre em Nutrição Clínica (ISCSEM-2008). Doutorada em Estudos da Criança, na especialidade de saúde infantil pela Universidade do Minho. Membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas com a cédula profissional nº 0052N. Investigadora na Fundação para a Ciência e Tecnologia (2011-2015). Membro do Centro de Investigação em Estudos da Criança – CIEC. Desenvolve a sua atividade na Investigação e na área da Nutrição Clínica. É autora e coordenadora de projectos de prevenção primária na área da saúde, bem como na organização e dinamização de seminários sobre hábitos alimentares saudáveis, predominantemente em ambiente escolar. Os seus atuais interesses de investigação, são no domínio da promoção e da comunicação para a saúde, na prevenção do cancro e de outras doenças crónicas. Responsável pela conceção e coordenação de campanhas para a prevenção do cancro. Trabalhou no Marketing Farmacêutico e especializou-se em Gestão e Comunicação da Marca (IPAM – 2003). Autora e fundadora do Stop Cancer Portugal, adotar um estilo de vida saudável. Usa o novo acordo ortográfico. Margarida Vieira, nutritionist, is PhD in Child Studies of the University of Minho. Member collaborator of the Research Centre for Child Studies - CIEC. 
She is author and coordinator of projects for primary prevention in health care as well as in the organization and promotion of workshops on healthy eating habits in the schools. Her current research interests are cancer prevention and other chronic diseases and health communication.
 Responsible for the design and coordination of the awareness of campaigns for the prevention of cancer. Worked in Pharmaceutical Marketing and specializes in Brand Management and Communication. Author and Founder of Stop Cancer Portugal Project.